Terceira colocada na Copa do Mundo do ano passado, a superpoderosa seleção da Holanda corre sério risco de ficar fora da próxima edição da Eurocopa. Nesta quinta-feira (3), os holandeses sofreram o pior revés da história jogando em casa ao perderem por 1 a 0 para a Islândia em plena Amsterdã Arena.

Afinal, a derrota é só a quarta da Holanda como mandante em jogos oficiais. Na história das Eliminatórias para a Eurocopa, é o primeiro resultado negativo dos holandeses em casa. As outras três derrotas haviam sido nas Eliminatórias para a Copa: Portugal em 2000 e Hungria em 1984 e 1961.

Mas tropeçar diante do seu torcedor já está virando rotina para a Holanda, que no ano passado perdeu para o México e nesta temporada foi batida pelos EUA também em Amsterdã, mas em jogos amistosos. Foi exatamente essa sequência negativa que ocasionou a saída do técnico
Guus Hiddink e a antecipação da contratação de Dirk Blind, que só assumiria depois da Eurocopa.

O treinador, pai do lateral Danny Blind, fez sua estreia nesta quinta-feira e viu a Holanda ficar com um jogador a menos logo aos 33 minutos, quando Martins Indi foi expulso. O técnico então tirou Arjen Robben para colocar mais um zagueiro em campo. A Islândia marcou aos 6 do segundo tempo, com Sigurosson, de pênalti.

Enquanto a Holanda vem mal, a Islândia vive a melhor fase da sua história no futebol. Com apenas três gols sofridos em sete partidas, tem 18 pontos no Grupo A e vai se classificar matematicamente à Eurocopa se vencer o Casaquistão em casa, no domingo.

Em segundo, com 16 pontos, a República Checa virou sobre o Casaquistão nesta quinta-feira, em casa, por 2 a 1. Também encaminha classificação se ganhar da Letônia no domingo. À Holanda, que tem 10 pontos, resta brigar com a Turquia pelo terceiro lugar e a oportunidade de disputar a repescagem. Os turcos foram a nove porque levaram um gol aos 46 do segundo tempo e ficaram no empate em 1 a 1 com a Letônia, em casa, nesta quinta.

Na últimas três rodadas, a Holanda visita a Turquia (domingo) e o Casaquistão (10 de outubro) e fecha as Eliminatórias diante da República Checa, em casa, dia 13 de outubro.