Prestes a se despedir do Barcelona neste sábado (6), quando o time enfrentará a Juventus em Berlim na final da Liga dos Campeões, Xavi Hernández recebeu uma bela homenagem do clube nesta quarta-feira, em um ato institucional que serviu para agradecer e prestar reverência ao ídolo, que foi o jogador que mais vezes vestiu a camisa da equipe catalã, com 766 partidas disputadas, ao longo das quais conquistou 24 títulos em 17 temporadas.

E, durante a homenagem, o meio-campista de 35 anos revelou que ele e sua esposa, Nuria Cunillera, serão pais pela primeira vez. "Nós vamos ao Catar, mas dentro de pouco tempo seremos três. Não sabemos o nome, nem o número de sócio que terá, mas seremos três culés a mais no Catar", disse o jogador, se referindo a como são conhecidos os torcedores do Barça e ao fato de que passará a defender o Al-Saad depois de dar adeus ao clube.

A cerimônia preparada especialmente para Xavi, realizada no Auditório 1899 do Camp Nou, foi bastante emotiva e contou com a presença de familiares, amigos, companheiros e ex-companheiros de clube. Quase todo o elenco do Barcelona participou do evento - que começou atrasado porque os jogadores do time precisaram passar pelo procedimento antidoping promovido pela Uefa antes da final da Liga dos Campeões -, assim como estiveram presentes o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, o seu antecessor, Joan Laporta, e o presidente da Federação Espanhola de Futebol, Ángel María Villar, entre outras personalidades do esporte.

Emocionado, Xavi não conseguiu conter as lágrimas em muitos momentos da homenagem. Primeiro ele chorou quando Andrés Iniesta leu um discurso, em nome do elenco, no qual destacou que o atleta é um "exemplo pelos valores que transmitiu ao longo de 17 anos no time principal" do Barça.

Falando diretamente ao "capitão, companheiro e amigo", Iniesta destacou que "custará a imaginar que na próxima temporada não estarás conosco nos treinamentos", assim como enfatizou que "foi um privilégio jogar ao teu lado". "Obrigado por pensar no grupo antes de ti. Obrigado Xavi por tudo que nos deu. Obrigado por nos fazermos sentir tão orgulhosos de ti". O meio-campista ainda afirmou ter a convicção, em nome do grupo, de que Xavi um dia voltará ao clube "porque esta é a sua casa".

Outro momento de emoção da homenagem aconteceu quando um vídeo foi exibido, com a música "Better Days" de Bruce Springsteen de fundo, no qual as pessoas mais importantes da vida pessoal e profissional do jogador lembraram alguns dos melhores momentos da carreira do atleta. Declarações de Messi, Iniesta, Pedro e Busquets e até do técnico holandês Louis Van Gaal foram exibidas no vídeo, que voltou a fazer o craque espanhol chorar.

Depois, recomposto para comentar a homenagem, Xavi lembrou dos grandes líderes que teve no clube: "Quero agradecer a Van Gaal, que me deu a confiança, a Rijkaard, que me disse que eu podia ser uma referência, a Pep Guardiola, uma referência como jogador e técnico, a Tito Vilanova, um pai futebolístico que sempre guardarei no coração, e a Luis Enrique e Zubizarreta, que me convenceram a continuar".

O atleta, que reconhece que um dia pretende voltar ao clube para desempenhar uma outra função que não seja mais a de jogador, também enfatizou: "Espero que não seja um adeus, mas sim um até logo".