Nomes fortes nos bastidores do Atlético, os empresários Rubens Menin (MRV) e Ricardo Guimarães (BMG) estiveram na sede da CBF nesta quinta-feira (5), para uma visita ao presidente Rogério Caboclo. Contudo, não para representar o alvinegro. Eles foram acompanhados pelo Desembargador Jorge Berger, do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais, e do advogado Ciro Soares.

Os executivos mineiros chegaram à sede da CBF no início da tarde, onde almoçaram e puderam se reunir reservadamente com o Presidente Caboclo para conversar assuntos de interesse do futebol brasileiro. Ainda participaram de um encontro com parte da Diretoria da CBF para conhecerem melhor o modelo de gestão e os projetos da entidade. Presidente da MRV Construtora e um grande entusiasta e investidor do futebol brasileiro, Rubens Menin se mostrou muito impressionado com a estrutura que encontrou na visita à CBF.

"A gente que está no esporte e investe nisso, vendo que existe uma estrutura como essa na CBF, consegue ver profissionalismo e qualificação. Conseguimos ver o foco dessa administração na eficiência. Espero que isso seja um caminho muito longo e que traga muitas felicidades para a torcida brasileira, pois o futebol é o esporte de maior preferência nacional", destacou Menin.

Presidente do Conselho de Administração do Banco BMG, patrocinador de diferentes clubes do futebol brasileiro, Ricardo Guimarães avaliou positivamente o que foi mostrado durante o encontro.

"Foi um dia muito agradável, uma recepção muito boa do Presidente Rogério e de toda diretoria da CBF. Saímos muitíssimo bem impressionados por tudo que está sendo feito, pela forma profissional e detalhada. Ficamos muito felizes de ver que isso existe aqui no Brasil, esse profissionalismo no futebol brasileiro", revelou.

Parte da comitiva dos executivos mineiros, Jorge Berger, Desembargador do TRT-MG, ressaltou o profissionalismo do trabalho realizado pela CBF e manifestou o apoio da comitiva mineira ao futebol brasileiro.

"Nós viemos aqui hoje primeiro para trazer o abraço de Minas Gerais para essa estrutura que todo brasileiro deveria conhecer, hoje comandada pelo Presidente Rogério Caboclo. É um comportamento profissional, com um lado social muito intenso, de resgate do futebol brasileiro e feminino", completou.

* Matéria publicada pela assessoria da CBF