O brasileiro Hugo Calderano confirmou o seu favoritismo e conquistou neste domingo o título da Copa Pan-Americana, realizada em Guaynabo, Porto Rico. Na decisão, o número 6 do mundo superou o norte-americano Kanak Jha, de 18 anos, por 4 sets a 1, com parciais de 11/2, 12/14, 11/3, 11/8 e 12/10.

A conquista confirmou a soberania de Calderano em competições nas Américas. Afinal, este foi o nono título do brasileiro em dez disputas de Copas e Campeonatos Latino-Americanos e Pan-Americanos desde 2014.

Calderano teve um início avassalador diante do número 49 do mundo. O brasileiro abriu 10 a 1 no primeiro set, antes de fechá-lo em 11 a 2. Depois, até perdeu o segundo, mas mssacrou Jha no terceiro. O quarto e o quinto foram mais equilibrados, mas com vitórias de Calderano, que no último deles fez cinco pontos seguidos para triunfar por 12 a 10.

"É um sentimento muito bacana, ganhar um título como este, com jogadores deste nível. Significa muito para mim, principalmente por estar jogando na América Latina. Estou muito satisfeito em ver tanta gente vendo tênis de mesa e torcendo por nós", disse o bicampeão da Copa Pan-Americana, que se classificou para a Copa do Mundo, que será realizada em novembro ao se classificar à final.

Vice-campeão em 2018, Gustavo Tsuboi ficou em terceiro lugar após se recuperar da derrota para Jha nas semifinais com o triunfo sobre o paraguaio Marcelo Aguirre na decisão do bronze por 4 a 1 (11/6, 11/6, 3/11, 11/3 e 11/5). Já Bruna Takahashi foi a quarta colocada no evento feminino.


Leia mais: