O atacante Hulk vive grande fase com a camisa do Atlético. Após um começo oscilante de trajetória, o camisa 7 se encontrou como centroavante e rapidamente assumiu o protagonismo da equipe.

Os números do jogador com a camisa alvinegra ilustram a boa fase, especialmente os que tratam sobre as bolas que ele tem colocado nas redes.

Com o gol marcado na vitória por 1 a 0 sobre o Sport, no último domingo (6), no Recife, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, Hulk está perto de alcançar o artilheiro do Galo na temporada passada, em apenas três meses de clube.

Com dez gols em 20 jogos (média de 0,5 gol por jogo), o camisa 7 está a um tento de igualar Keno, goleador máximo do Alvinegro no ciclo que incluiu todo o ano de 2020 e os dois primeiros meses de 2021.

A diferença é de que Keno - que não atua como centroavante, mas pelas beiradas – precisou de sete meses e 38 jogos para alcançar a marca, que lhe deu média de 0,28 por partida.

Os dois, inclusive, podem voltar a atuar juntos nesta quinta-feira (10), quando o Galo vai enfrentar o Remo, às 19h, no Mineirão, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Isso porque, Keno foi liberado pelo departamento médico do Alvinegro, após se recuperar de lesão muscular na coxa esquerda, participou do treinamento de segunda, na Cidade do Galo, e está à disposição da comissão técnica.

Gols em (quase) todos os torneios

Desde que estreou com a camisa do Atlético, na vitória por 4 a 0 sobre o Uberlândia, no dia 7 de março, no Mineirão, pelo Campeonato Mineiro, Hulk balançou as redes em oito jogos.

O atacante marcou duas vezes no Estadual, seis vezes pela Libertadores e outras duas pelo Brasileirão.

A única competição que o Galo disputou nesta temporada e que o centroavante não deixou sua marca é justamente a Copa do Brasil, em que o Alvinegro atuou apenas uma vez. Nesta quinta, Hulk terá a oportunidade de  também alcançar essa marca, quando o Atlético vai encarar o Remo, às 19h, no Mineirão, no jogo de volta da terceira fase do torneio. 

Com a vitória por 2 a 0 no primeiro duelo, em Belém, o Atlético pode perder por até um gol de diferença que se se garante nas oitavas de final do torneio de mata-mata.