Para ser um bom jogador, os números precisam ser considerados: gols, assistências, desarmes e outras infinidades que cabem ao futebol. Para se tornar um ídolo, é preciso gerar identificação com as pessoas e acessar seus sentimentos. O Atlético de 2021 teve Hulk como um dos personagens principais, um destaque e um ídolo ao mesmo tempo.

O artilheiro do Atlético fez 33 gols durante a temporada, sendo 18 só no Campeonato Brasileiro. Ao anotar o 400° gol de sua carreira, reverenciou quem veio décadas antes dele, Reinaldo, mostrando que conhece a história do time (nesta quinta, chegou a 401).

Enquanto as arquibancadas ganharam uma terceira cor: o verde da máscara do personagem Hulk, os gramados receberam um craque experiente com passagens pelo Vitória e os estrangeiros Kawasaki Frontale, Consodole Sapporo, Tokyo Verdy, Porto, Zenit e Shanghai SIPG. Passou também pela Seleção Brasileira e disputou a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. No Atlético, se tornou ídolo, após quase 20 anos longe do futebol brasileiro.

Hulk além de apresentar um futebol decisivo, contagiou a torcida de uma forma que há tempos não era vista. A esposa, os filhos e até o cachorro do atacante foram vistos vestindo roupas do Atlético. Na arquibancada, seu pai e sua família gritavam por Givanildo, seu nome de registro, antes de se tornar Hulk.

Podemos dizer que dentro de campo, estavam presentes a habilidade de Hulk e a humildade de Givanildo, e, ambos em união, criaram o principal jogador deste Brasileirão e marcaram a temporada do Atlético. Será lembrado como o paraibano, ídolo, craque, herói e super-humano que ajudou a trazer o bicampeonato ao time que estava há 50 anos em jejum.

Atlético

Números

Em 34 jogos no Brasileiro, marcou 18 vezes; na Libertadores, foram sete em 12; na Copa do Brasil, são seis gols até agora e mais dois jogos pela frente, contra o Athletico-PR. No Mineiro, primeiro campeonato vencido por ele, marcou outros dois. São, pelo Atlético, 33 tentos até o momento e a vontade de cravar mais um título: o de campeão da Copa do Brasil de 2021.

O primeiro jogo da final será no dia 12 de dezembro, no Mineirão, e o segundo, no dia 15, na Arena da Baixada. Espera-se que a história vitoriosa de Hulk neste ano não se finde no Brasileiro, mas sim, na Copa do Brasil. Depois, poderá dizer, junto à torcida, que é bicampeão duas vezes em um só ano! A Massa, com certeza, agradece Hulk.