América e Cruzeiro fazem domingo (17), no Independência, o segundo clássico do Campeonato Mineiro e, se somam a mesma pontuação (14 pontos, com vantagem do Coelho no saldo de gols) e vão duelar pela liderança da competição, não poderiam viver uma semana mais distinta.

Se o técnico da Raposa Mano Menezes terá mais uma vez a semana livre para preparar o grupo e trabalhar o entrosamento dos recém-chegados, como Marquinhos Gabriel e Rodriguinho, o Coelho bate asas rumo a Boa Vista, capital de Roraima, onde estreia amanhã na Copa do Brasil, às 21h30 (de Brasília), contra o São Raimundo.

Uma distância de 3.120 quilômetros em linha reta que, diante da ausência de voos diretos, exigiu uma escala em Brasília – um treino estava previsto para a capital federal, mas acabou cancelado diante do atraso no voo desde Confins. Nesta terça os jogadores descansam pela manhã para, à tarde, fazer o único treino na cidade do jogo, que tem projeto arquitetônico inspirado no de Belo Horizonte. Nesta primeira rodada, a equipe de Givanildo Oliveira joga pelo empate para seguir na competição.

O grupo volta para casa na madrugada de quinta, com folga no restante do dia e apenas a sexta e o sábado para trabalhar pensando na Raposa.

Certeza

Os jogadores que atuaram na vitória sobre o Tupynambás por 3 a 0, domingo, no Mineirão, voltam aos treinos hoje, com uma certeza para Mano Menezes.

Com novo estiramento na panturrilha, Thiago Neves está fora do clássico e só deve ter condições de jogo na primeira semana de março, quando a equipe estrelada inicia a participação na Libertadores.

Fred, que deixou o campo com um desconforto muscular na coxa direita, foi avaliado pelo departamento médico, mas, a princípio, não preocupa e pode ser escalado para enfrentar o clube que o revelou e pelo qual marcou os primeiros 22 de seus 50 gols em campeonatos mineiros.

Além disso, Robinho, poupado nas duas últimas rodadas, estará à disposição do treinador seu retorno foi confirmado ainda no Mineirão – deve atuar centralizado no lugar de Rafinha, com Marquinhos Gabriel pela esquerda e Rodriguinho mais à direita.

David está em fase final de recuperação e é outro que só deverá ser relacionado para a competição sul-americana. Na zaga, tudo indica que, diante da importância do clássico, Dedé forme a dupla habitual com Leo – Lucas Romero tam bém pode ser mantido no meio, já que agradou diante do Baeta.

Leia mais:

Atlético encara o Danubio e luta contra a 'Síndrome dos Três Patetas'

Garantir 'bom uso do dinheiro' e transação em moeda gringa: como o Cruzeiro receberá R$ 300 milhões

'Torcedor do Coelho' e exemplo para colegas: mineiros lamentam a morte de Ricardo Boechat