O imbróglio envolvendo a participação da seleção brasileira Copa América também repercute no futebol brasileiro. A possibilidade de jogadores que atuam na Europa ficarem fora da disputa, poderia fazer com que atletas que defendam clubes brasileiros sejam chamados.

Tal cenário, mesmo ainda incerto, mexe com o imaginário do volante Allan, que vê nessa hipótese, uma oportunidade real de alcançar um dos maiores objetivos da carreira.

“Para a gente (que atua no Brasil) seria ótimo. Querendo ou não, abriria mais espaço. Teria mais oportunidade de a gente beliscar uma convocação. É meu sonho representar a seleção principal, já representei a seleção olímpica. Chegar na principal (Seleção) sabemos que é outro nível, é mais difícil, mas, se o Tite precisar, estamos aí à disposição”, disse o meio-campista do Atlético, em entrevista na Cidade do Galo, nesta sexta-feira (4).

Entretanto, apesar de nutrir o sonho de vestir a amarelinha novamente, o volante do Alvinegro prega cautela, destacando a importância de ir bem no clube para chamar à atenção da seleção pentacampeã mundial.

“Sabemos que não podemos pensar muito nisso, que temos que trabalhar muito no clube, que isso é uma premiação do nosso trabalho. Então, é focar nos jogos do Galo, e se aparecer essa oportunidade, estamos aí para representar a Seleção da melhor forma”.

O imbróglio

A notícia de que os jogadores que atuam na Europa teriam manifestado o desejo de não disputar a Copa América, agitou os bastidores da Seleção Brasileira nessa quinta.

O grupo teria comunicado o desejo à membros da CBF, inclusive ao presidente da entidade, Rogério Caboclo, em reunião em Porto Alegre, onde o Brasil enfrenta o Equador, nesta sexta, às 21h30, no Beira-Rio, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo do Catar.

Em entrevista coletiva, o técnico Tite admitiu que houve uma reunião entre jogadores, comissão técnica e membros da CBF, e que haverá um posicionamento formal de membros da Seleção sobre o tema após a rodada dupla das Eliminatórias. Depois do duelo com o Equador, o Brasil vai encarar o Paraguai, na próxima terça, em Assunção.  

Certo é, que Tite não garantiu que a Seleção Brasileira vai disputar a Copa América, marcada para começar no dia 13 de junho, em solo brasileiro.

Diante de tal situação, é ventilada uma hipótese de formar uma seleção apenas com jogadores que atuem no futebol brasileiro.

Entretanto, o fato de o Campeonato Brasileiro não ser paralisado durante a disputa da Copa América seria o principal obstáculo para a implementação dessa ideia.

Lembrando que vários clubes já vão ter o desfalque de jogadores que vão disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio,  previsto para começar em julho.