Helicópteros de redes de televisão, jogadores espantados com a novidade, torcedores pasmos com uma estrela do futebol mundial vestindo a camisa alvinegra e um "bruxo" tendo a chance de fazer história novamente com a bola nos pés. Há exatos 8 anos, Ronaldinho Gaúcho chegava de surpresa à Cidade do Galo para ser abraçado por Pierre, Donizete, Bernard e companhia.

"Quando a gente recebe muitas críticas, acaba tendo vontade de dar a volta por cima e vim com essa vontade, o presidente viu isso em mim e me convidou para vir para cá. Penso em fazer o meu melhor, estou motivado para isso e almejando coisas boas. Chego para dar o meu máximo e ajudar o Atlético a conquistar títulos. O presidente (Alexandre Kalil) me olhou nos olhos e me propôs a vinda para cá. Senti confiança, firmeza e isso foi fundamental", disse o 'R49' em sua primeira entrevista após deixar o Flamengo para acertar com o Galo.

Na passagem durou dois anos, Ronaldinho fez 88 jogos e anotou 28 gols pelo Atlético; além de dezenas de assistências e títulos importantes. Após o vice-campeonato brasileiro de 2012, ele levantou a Libertadores do ano seguinte e a Recopa Sul-americana de 2014. Ao todo, foram 45 vitórias, 27 empates e 16 derrotas.