Rivais históricos, América e Cruzeiro fazem um confronto direto pelas primeiras posições do Campeonato Mineiro, neste domingo (21), às 16h, no Independência, em duelo da 5ª rodada do Estadual.

Do lado da Raposa, dois velhos conhecidos do torcedor americano surgem como trunfos para o time celeste buscar a vitória no clássico.

O primeiro está no banco de reservas. Comandante do Alviverde entre 2019 e o início de 2020, o técnico Felipe Conceição chegou à Toca da Raposa II com a missão de devolver o clube estrelado à Série A do Campeonato Brasileiro.

Neste início de trabalho, Felipe vem usando os primeiros jogos do Mineiro para conhecer o elenco e encontrar a melhor formação dentro de um grupo que sofreu uma grande reformulação.

Uma de suas principais credenciais para o desafio à frente do time celeste é justamente o trabalho desenvolvido no América. Logo após chegar ao Coelho, conseguiu uma grande arrancada, tirando a equipe da zona de rebaixamento e rapidamente a colocando na briga pelo G-4.

Uma derrota inesperada na última rodada, para o já rebaixado São Bento, no Independência, custou o acesso, mas não apagou o bom trabalho.

A trajetória do treinador no Coelho foi interrompida no início da temporada passada, quando Conceição aceitou uma proposta do Red Bull Bragantino, e deixou o Alviverde após 30 jogos, em que obteve 16 vitórias, nove empates e cinco derrotas.  

A “boa herança” deixada por Felipe, inclusive, foi destacada pelo atual técnico do Coelho, Lisca, durante boa parte da exitosa temporada do América, premiada com a vaga na Série A e uma inédita classificação às semifinais da Copa do Brasil.

Felipe Augusto

Outro ex-americano que está apto a participar do clássico de domingo é Felipe Augusto.

Um dos reforços contratados pelo Cruzeiro neste ano, o atacante disputou 40 jogos e marcou quatro gols pelo Alviverde, clube que defendeu até o final de janeiro.

Postulante a uma vaga no time titular, Augusto marcou o gol da equipe celeste no empate em 1 a 1 com o São Raimundo-RR, que garantiu a classificação do time estrelado à segunda fase da Copa do Brasil.

De olho em uma vaga entre os titulares no duelo de domingo, o jogador afirmou que espera um confronto equilibrado no Independência.

“Domingo temos mais um jogo importante, é um clássico, contra uma equipe que tem um trabalho bem consistente, mas também estamos trabalhando bem essa semana. O professor (Felipe Conceição) aproveitou essa semana (livre) que tivemos para intensificar os trabalhos, pra evoluirmos. Acho que vai ser um grande jogo, como todo clássico é. Estamos trabalhando para sair vencedor dessa partida”.

Na 4ª colocação na classificação, com sete pontos, o Cruzeiro busca o triunfo para ultrapassar o América, vice-líder, com nove pontos, e tentar se aproximar do Atlético, que lidera a disputa, com 12 pontos.