Apesar de ambos integrarem o G-4 do Módulo I, o duelo entre Atlético e Pouso Alegre, nesta quarta-feira (7), às 16h, no Mineirão, pela oitava rodada da competição, escancara todas as diferenças que marcam o Estadual, principalmente quando se utiliza da realidade atleticana na comparação.

O líder Galo busca a classificação matemática às semifinais. O Dragão, apesar de ocupar a terceira colocação, ainda tem como objetivo afastar matematicamente qualquer risco de rebaixamento.

Cuca técnico AtléticoO Atlético, de Cuca, lidera o Campeonato Mineiro de forma isolada e vencendo o Pouso Alegre garante vaga de forma antecipada nas semifinais da competição

Falar que o salário da maior estrela alvinegra, o atacante Hulk, paga o projeto do time do Sul de Minas, que venceu o Módulo II no ano passado e gasta cerca de R$ 300 mil por mês, é pouco perto da realidade tão distinta apesar da proximidade na tabela de classificação.

Pensando no clássico do próximo domingo (11), contra o Cruzeiro, que para o Atlético vale mais pela rivalidade, pois dificilmente o time deixará de ser o primeiro colocado da fase classificatória do Campeonato Mineiro, o técnico Cuca pode poupar alguns jogadores, pois o time vem de um confronto contra o América, derrotado por 3 a 1 no último domingo, no Gigante da Pampulha.

E opções não faltam ao comandante atleticano, que tem dois times e que seria favorito ao título estadual mesmo se escalasse apenas os reservas na competição.

Reservas

Inclusive, das seis vitórias atleticanas neste Campeonato Mineiro, quatro, nas rodadas iniciais e com o time alcançando 100% de aproveitamento, foram com uma equipe alternativa e sem Cuca no banco, pois o comando estava com o auxiliar fixo do clube Lucas Gonçalves.

Após a vitória por 3 a 1 sobre o América, no último domingo, Cuca destacou que o clube planeja enfrentar uma maratona na temporada 2021, brigando pelas grandes taças, e que por isso sua intenção é rodar o grupo, para que o desgaste dos atletas seja minimizado. E isso já deve acontecer neste momento em que o Atlético disputa quatro partidas do Campeonato Mineiro em 11 dias.

Problemas

No Pouso Alegre, a maior arma é manter os pés no chão. “Nosso objetivo ainda é evitar a queda para o Módulo II. Isso dá ao clube a chance de se estruturar, ter mais projeção em 2022. Nosso pé está bem no chão e se o objetivo for alcançado, podemos pensar em coisa maior, mas ainda faltam uns pontinhos”, afirma Emerson Ávila.

E nesta batalha pelos pontinhos que faltam para assegurar a permanência na elite do Estadual, o Pouso Alegre, no seu maior desafio, que é encarar o favorito Atlético, tem problemas relacionados à Covid-19.

Quatro jogadores testaram positivo e a definição da equipe passa por este problema de última hora. “Nosso grupo é pequeno, são 25 jogadores e isso significa um abalo, pois não temos base. Pega um clube igual ao Atlético, por exemplo, e se eles têm perdas, além de um elenco de qualidade, têm uma base forte e podem recorrer a ela, assim como já fizeram no início do Estadual”, analisa o comandante do Dragão.

Emerson Avila técnico Pouso Alegre

O Pouso Alegre, de Emerson Ávila, vem de vitórias sobre URT e Caldense em casa, resultados que o levaram à terceira colocação do Campeonato Mineiro

Com vitórias seguidas sobre URT (3 a 0) e Caldense (3 a 1), em casa, nas duas últimas rodadas, o Pouso Alegre agora encara duas partidas seguidas fora de casa, com longas distâncias percorridas e uma viagem única. E isso fez com que o treino de ontem fosse trocado por conversa.

“A gente vem de duas partidas muito duras, que precisávamos vencer em casa e desgastamos demais. Além disso, temos agora uma viagem única, pois de Belo Horizonte vamos para Patrocínio, encarar o Patrocinense, no próximo domingo. Assim, achei melhor poupar os atletas”, explica Emerson Ávila, que tem nesta quarta-feira o desafio de encarar o favorito Atlético.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO
Everson; Guga, Igor Rabello (Gabriel), Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Zaracho (Alan Franco) e Nacho Fernández (Nathan); Savarino (Hulk), Sasha (Vargas) e Keno (Marrony. Técnico: Cuca

POUSO ALEGRE
Cairo; Lucas Silva, Ewerton, Guilherme Mendes e Foguinho; Leandro Salino, Matheus Roldan e Arilson; Matheus Roldan, Paulo Henrique e Andrey. Técnico: Emerson Ávila

DATA: 7 de abril de 2021
HORÁRIO: 16h
ESTÁDIO: Mineirão
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 8ª rodada da fase classificatória do Módulo I do Campeonato Mineiro
ARBITRAGEM: Wanderson Alves de Souza, auxiliado por Ricardo Junio de Souza e Augusto Magno de Ramos
TRANSMISSÃO: Premiere