O Internacional rescindiu contrato com um de seus atletas de base após descobrir uma fraude. O volante Fernando Baiano, que estava no clube há seis meses e que, inclusive, jogou em uma partida do Campeonato Gaúcho neste ano, na verdade chama-se Fábio. E possui cinco anos a mais do que dizia ter.

A armação - chamada de "gato" na gíria esportiva - teria sido admitida pelo próprio jogador, que utilizou documentos de um irmão - Fernando da Conceição Amorim - para se registrar. Fábio atuou ainda pelo Vasco, São Paulo e pelo francês Lyon com a identidade trocada.

O atleta nasceu em São Gonçalo dos Campos, na Bahia, e estreou na base do Vasco em 2007. Em 2009, entrou no Internacional jogando pela categoria sub-15. Dois anos depois ficou cinco meses na França, onde defendeu o sub-19 do Lyon, retornando à equipe gaúcha no mesmo ano de 2011. Já em 2012 conquistou o Campeonato Gaúcho da categoria juvenil pelo time colorado e foi vice-campeão do Estadual Júnior em 2013.

O gerente executivo colorado Jorge Macedo foi procurado pela reportagem para comentar o assunto. Entretanto, não atendeu mais aos telefonemas depois de informado sobre o teor da matéria. Já os representantes do atleta não foram encontrados. A falsificação de documentos deve ser apurada pela polícia civil.