O Atlético empatou em 1 a 1 com o Boa Esporte, neste domingo (1), no estádio Melão, em Varginha, pela sétima rodada do Campeonato Mineiro e deixou o G-4 da competição.

Depois de um primeiro tempo bom, em que criou algumas oportunidades de gol, o Galo caiu de rendimento na segunda etapa e viu o adversário ganhar espaço e conseguir o empate.

Após o duelo, o auxiliar técnico James Freitas, que dirigiu o time contra o Boa, comentou sobre atuação da equipe, revelou uma situação inusitada que ocorreu durante a partida.

“Fizemos um primeiro tempo melhor, tivemos oportunidades de ampliar o placar. Voltamos do intervalo, ajustamos situações pontuais que precisavam ser melhoradas, e retornamos bem. Em determinado momento senti que a gente estava perdendo o meio de campo, cedendo muitas situações de contra-ataque, no momento em que Boa estava melhor que a gente na partida. Foi aí que fiz a opção de tirar o Hyoran, que ia ser quem ia sair na primeira substituição. Não sei o que houve, a confusão na mesa, mas na entrada do Savarino acabou saindo o Nathan. Acabei tendo que colocar o Hyoran que é um jogador leve, pelo meio, em campo pesado”.

De acordo com a rádio Itatiaia, os representantes da Federação Mineira de Futebol (FMF) que trabalharam no duelo afirmaram que nenhum auxiliar do Atlético não foi até a mesa no momento da alteração, e que o próprio Savarino informou a substituição.

James Freitas Atlético

Clássico

O Galo confirmou neste domingo a contratação do técnico Jorge Sampaoli para a vaga do técnico Rafael Dudamel, demitido na última semana.

Entretanto, apesar do acerto, o argentino vai resolver situações particulares e adiantar a mudança nos próximos dias, iniciando as atividades junto ao elenco apenas na semana que vem.

Desse modo, James Freitas vai ser o responsável em comandar o Alvinegro no duelo com o Cruzeiro, no próximo sábado (7), às 19h, no Mineirão.

O interino do Galo comentou sobre o possível contato com o novo comandante do Galo antes do confronto com a Raposa.

“Foi me passado que estaremos a frente essa semana à frente do trabalho para o clássico. Em relação a uma comunicação com o Sampaoli acredito que vai haver, é natural, mas não foi passado nada ainda. Chegando em Belo Horizonte devemos sentar com a diretoria e conversar com o Sampaolli sobre o clássico”.