Contratado em abril a pedido do técnico Cuca, o volante Tchê Tchê rapidamente se firmou no time titular do Atlético. Desde que estreou com a camisa alvinegra, o meio-campista atuou em 14 dos 16 jogos que o Galo disputou, sendo titular em todos e substituído apenas em quatro.

O camisa 37 só não foi a campo quando o comandante alvinegro optou em mandar um time alternativo contra Athletic e Tombense, pelo Campeonato Mineiro.

Entretanto, uma questão contratual pode interromper a sequência do volante no time titular do Atlético. Ao acertar o empréstimo do jogador ao Galo até maio de 2022, com opção de compra ao final do período, o São Paulo, dono dos direitos econômicos jogador, estipulou uma cláusula que prevê o pagamento de uma multa caso Tchê Tchê seja escalado diante próprio Tricolor Paulista.

Esse impasse vem à tona neste momento porque as duas equipes vão se enfrentar neste domingo (13), às 16h, no Mineirão, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Sem informar o valor da multa, a assessoria de comunicação do Galo disse que a definição se o clube alvinegro vai desembolsar a quantia para escalar Tchê Tchê diante da equipe paulista deve ser divulgada nos próximos dias.

Se ainda não sabe se vai poder atuar no domingo, o meio-campista está liberado para encarar o Remo, nesta quinta, às 19h, no Gigante da Pampulha, no jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil.

Após vencer a primeira partida por 2 a 0 em Belém, o Galo pode perder até por um gol de diferença que avança às oitavas de final do torneio.