O atacante Zé Eduardo está próximo de ser reintegrado ao elenco do Cruzeiro. Após um contato do diretor de futebol da Raposa, André Mazzuco, o jogador deve retirar a ação na Justiça do Trabalho contra o clube estrelado e voltar a fazer parte do elenco principal.

Em entrevista ao Hoje em Dia, o irmão do centroavante, Erus Eduardo, um dos responsáveis em gerir a carreira do atleta, afirmou que o executivo teve papel fundamental para a provável reviravolta da situação.

“O Mazzuco entrou em contato conosco anteontem (5), pela segunda vez, e prometeu, mais uma vez, que o Zé Eduardo receberia as oportunidades e, que se ele retirasse o processo, da parte dele (Mazzuco), ele trabalharia de forma mais direta para que o Zé jogasse. Ele prometeu que o Zé teria as oportunidades e que ele interessa sim ao técnico Felipe Conceição. O Mazzuco passou para gente uma imagem muito boa”, disse Erus.

Ação na Justiça

No dia 19 de janeiro, Zé Eduardo acionou o Cruzeiro na Justiça, cobrando o pagamento de mais de R$2 milhões em verbas trabalhistas em atraso, e a rescisão unilateral do vínculo com o clube estrelado.

Após a Justiça indeferir o pedido de liminar ingressado pelo jogador, as partes têm uma audiência de conciliação agendada para o dia 19 de fevereiro.

Entretanto, a mudança de postura da Raposa deve fazer com que Zé Eduardo encerre o procedimento trabalhista.

“Vamos dar esse voto de confiança ao Cruzeiro e ver o que vai acontecer nos próximos dias. Estamos esperando o Cruzeiro pagar umas pendências salariais, para, a partir daí, trabalhar a volta do Zé, e quem sabe colocá-lo para jogar o mais rápido possível, porque isso é o que a gente mais quer, que sempre quis”, completou o irmão do jogador.

Pouco aproveitado

Aos 21 anos, Zé Eduardo foi reincorporado ao elenco da Raposa em setembro, após empréstimos a Villa Nova-MG e América-RN.

Os bons números nas duas equipes (nove em gols dez jogos), fizeram com que Ney Franco, então comandante do time celeste, aprovasse o retorno do centroavante.

Entretanto, nem Ney, demitido dias depois, nem Felipão, deram chances ao centroavante, que, mesmo com a má fase dos concorrentes, como Marcelo Moreno, Sassá e Thiago, foi acionado no decorrer de apenas dois jogos na Série B.

Com a nova temporada, o centroavante, cria da base celeste, espera ganhar uma sequência de jogos com a camisa estrelada em 2021.