A seleção da Itália jogou como sempre, neste domingo, e está perto da classificação à Eurocopa de 2016, que será realizada na França. No estádio Renzo Barbera, em Palermo, a equipe comandada pelo técnico Antonio Conte jogou apenas o suficiente para fazer um gol - de De Rossi, em cobrança de pênalti, logo aos seis minutos de partida - e derrotar a Bulgária, pela oitava rodada do Grupo H das Eliminatórias para a competição continental.

Com a vitória, a Itália manteve a liderança da chave, agora com 18 pontos. Tem dois a mais que a Noruega, que assumiu a segunda colocação após ganhar em casa da Croácia, que tem 15, mas que pode perder três em julgamento na Uefa por casos de racismo nestas Eliminatórias. Ao menos, os italianos já estão garantidos na repescagem, coisa que a Bulgária, com oito pontos, não tem mais chances.

Quem já tem uma vaga na Eurocopa assegurada, pela primeira vez em sua história, é a surpreendente seleção da Islândia. Neste domingo, três dias depois de bater a Holanda em plena Amsterdã, os islandeses ficaram no 0 a 0 em casa contra o Casaquistão e se classificaram com duas rodadas de antecedência no Grupo A. Líderes com 19 pontos, têm a companhia da República Checa na primeira colocação.

No Grupo B, Bélgica e Bósnia-Herzegovina se deram bem neste domingo. Fora de casa, os belgas derrotaram o Chipre por 1 a 0 - gol de Hazard, aos 40 minutos do segundo tempo - e ficaram perto da classificação. Subiram para 17 pontos e estão apenas um atrás do País de Gales, o líder da chave.

Já na briga pela terceira colocação, que levará para uma repescagem, a Bósnia-Herzegovina derrotou Andorra por 3 a 0, em casa e se aproximou de Israel, que mais cedo havia empatado com País de Gales. Agora, faltando duas rodadas, os bósnios têm 11 pontos, contra 13 dos israelenses.