Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018, em Pyeongchang, assinaram nesta segunda-feira (6) um contrato de patrocínio corporativo no valor de 100 bilhões de wons (aproximadamente R$ 285 milhões) com o Grupo Samsung, empresa do setores de tecnologia e telefonia.

A assinatura acontece num momento em que os organizadores do Jogos estão encontrando dificuldades para encontrar empresas que se juntem ao seu programa de patrocinadores domésticos, uma importante fonte de receita para a Olimpíada. No início deste ano, a presidente da Coreia do Sul, Park Geun-Hye, fez um apelo às
empresas locais para que patrocinem os Jogos.

Presidente do Comitê Organizador, Cho Yang-Ho declarou em um comunicado estar confiante que o contrato de patrocínio da Samsung irá incentivar outros empresas sul-coreanas a também apoiarem os Jogos. "Nós temos uma nova força. É certo que os Jogos serão um sucesso de organização", declarou.

Segundo comunicado, a comissão já assinou seis contratos de patrocínio doméstico e alcançou 41% da meta desse programa. As seis empresas incluem a Korean Air, maior companhia aérea da Coreia do Sul. Cho Yang-Ho também preside a empresa.