A atuação contra o Botafogo, na noite desta quinta-feira (31), no Engenhão, talvez tenha sido a pior do Cruzeiro sob o comando de Abel Braga. O time celeste passou a maior parte do jogo em seu campo de defesa, tendo que suportar a pressão adversária. Só que dois lances isolados salvaram a pele da Raposa. Aos 25 minutos, quis o destino que o jovem Cacá, um gigante no Rio de Janeiro, subisse mais que a defesa carioca para marcar seu primeiro gol com a camisa azul e branca. E na bacia das almas, Éderson consolidou o triunfo ‘mais importante’ da equipe neste Brasileirão.

A vitória por 2 a 0 tirou a equipe mineira da zona de rebaixamento. Agora, o time estrelado ocupa o 16º lugar, com 32 pontos, empurrando o Fluminense, com 30, para o Z-4.

Neste domingo, às 19h, o Cruzeiro tentará se afastar da degola. Para isso, precisa superar o Bahia, no Mineirão. A Raposa não terá Fabrício Bruno, que cumprirá suspensão. Independentemente de qual seja a escalação titular, o importante é vencer. De preferência, jogando bem.

Alívio

O Cruzeiro esteve longe de fazer um primeiro tempo primoroso. E nem precisou de um grande futebol para obter uma vitória parcial. Após escanteio cobrado por Thiago Neves, aos 25 minutos, o jovem Cacá cabeceou para o fundo das redes. Depois disso, o Botafogo tomou conta do jogo, mas não teve a competência suficiente para empatar antes da saída para o intervalo.

Cacá Cruzeiro

Xô, degola

A Raposa voltou mal para a segunda etapa, cedendo muito espaço para o time alvinegro e não conseguindo encaixar os passes para contra-atacar. Do outro lado, o Fogão tinha o domínio territorial, porém falhava no último passe.

Ciente de que o adversário era melhor em campo, Abel Braga resolveu fechar ainda mais a ‘casinha’, ao sacar Marquinhos Gabriel e Fred da equipe; Dodô e Ariel Cabral ingressaram no campo de jogo. Sassá também ganhou uma chance, no lugar de David.

O Botafogo continuou em cima e, por muito pouco, não empatou a partida. Mas o Cruzeiro, enfim, conseguiu atacar com qualidade e chegou ao gol do alívio com Éderson.

FICHA DO JOGO

BOTAFOGO 0 X 2 CRUZEIRO

Motivo: 29ª rodada do Campeonato Brasileiro

Estádio: Nilton Santos, no Rio de Janeiro

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Jean Márcio dos Santos e Nailton Junior de Sousa Oliveira, todos do Rio Grande do Norte

VAR: Adriano Milczvski (PR)

Cartões amarelos: Luiz Fernando (Botafogo); Thiago Neves, Dodô e Fabrício Bruno(Cruzeiro)

Gols: Cacá aos 25 minutos do primeiro tempo e Éderson aos 51 do segundo tempo para o Cruzeiro

BOTAFOGO

Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Gabriel e Yuri; João Paulo e Bochecha (Vinícius Tanque); Luiz Fernando, Diego Souza e Leo Valencia (Alex Santana); Victor Rangel (Igor Cássio)

Técnico: Alberto Valentim

CRUZEIRO

Fábio; Orejuela, Cacá, Fabrício Bruno e Egídio; Henrique e Éderson; Thiago Neves, Marquinhos Gabriel (Dodô) e David (Sassá); Fred (Ariel Cabral)

Técnico: Abel Braga