O Kashima Antlers, do Japão, segurou o empate sem gols com o Persepolis, do Irã, neste sábado (10), na casa do rival, em Teerã, e como havia vencido a partida de ida da decisão por 2 a 0, sagrou-se campeão da Liga dos Campeões da Ásia. Com isso, o time japonês, garantiu vaga no Mundial de Clubes em dezembro, nos Emirados Árabes Unidos.

No jogo de ida, em Kashima, o time japonês assegurou o seu triunfo com dois gols brasileiros, marcados por Hugo Leonardo e Serginho, este que foi decisivo em quase todos os confrontos do mata-mata e só não balançou as redes no duelo deste sábado. O atacante Leandro, ex-Palmeiras, é o outro brasileiro que integra o elenco do Kashima.

Apoiado por sua torcida no estádio Azadi, em Teerã, o Persepolis pressionou durante boa parte da partida. Teve mais posse de bola e foi mais perigoso, mas não conseguiu vencer a forte defesa do adversário, que se tornou o quinto clube japonês a ser campeão asiático.

O Kashima Antlers, que foi finalista da principal competição de clubes do mundo em 2016, pode rever o Real Madrid, para quem perdeu a decisão naquele ano. Para isso, o a equipe japonesa tem de passar pelo Chivas Guadalajara, do México, nas quartas de final.

Os outros times classificados são o neozelandês Team Wellington, da Oceania, o Al Ain, representante do país-sede, o mexicano Chivas Guadalajara, representante da Concacaf, e o espanhol Real Madrid, que representa a Europa pela terceira vez consecutiva. Falta apenas conhecer o representante da América do Sul, que sai do confronto entre Boca Juniors e River Plate, finalistas da Copa Libertadores.