Chegar ao Atlético após ter tido excelente desempenho com a camisa do Operário-PR, na Série B do ano passado, não representou apenas ganho técnico na vida do lateral-direito Mailton. O voo alçado significou também a realização da família. Líbero no vôlei e recordista em salto numa competição escolar disputada durante a adolescência no Paraná, o atleta, porém, sempre soube que o futebol era o que mais gostava de praticar e que poderia lhe render bons frutos.

Durante entrevista no Bate Papo de Setoristas do Atlético, realizada nesta quarta-feira (27) no Canal Breno Galante (Youtube), o paranaense, nascido em Paraíso do Norte, contou a difícil batalha imposta pela vida, que acabou resultando na "aposentadoria dos pais". Dona Eliane e Sr. Paulo, ex-boias frias, ganharam de presente do filho uma espécie de pensão, para que, enfim, pudessem desfrutrar de conforto e sossego.

Ainda criança, Mailton presenciou de perto a luta da família por um futuro digno. E, mesmo jovem e sem despontar na equipe titular do Galo, já pôde realizar um sonho. 

Leia mais:
Atlético: 'Apadrinhado' por Miranda, lateral Maílton foi descoberto em torneio de futsal
 

"Venho de uma geração muito humilde. Minha mãe e meu pai têm família toda baiana. Eles tiveram que mudar para o Paraná, onde me tiveram, para cortar cana. Quando eu tinha seis meses, acabamos mudando novamente para o sertão da Bahia para trabalhar na Roça. Com dez anos, voltamos ao Paraná, onde moramos de favor na casa de uma tia", contou Mailton.

"Eles sempre trabalharam no corte de cana. Eu e meu irmão acordávamos cedo para estudar. Meu avô nos deu um terreno no fundo da dele. Construímos uma casa de dois cômodos. Fomos trabalhando e aos poucos aumentando a nossa casa, tudo com ajuda da família. Agora, com condição melhor, eu vi que era hora de retribuir tudo que meus pais fizeram por mim e que precisavam descansar", acrescentou o lateral.

Os pais inclusive, chegarão em Belo Horizonte assim que a pandemia acabar. Na capital, ficarão com Mailton até o fim do ano, podendo, assim, assistir pela primeira vez o garoto em ação.