Talvez a maior surpresa do técnico Rogério Ceni em sua estreia no Cruzeiro, além de implantar um novo esquema tático ofensivo no time, foi a presença de Dodô como volante, diante do Santos, no Mineirão. Durante o desenrolar da partida, o jovem atleta voltou à lateral esquerda. Nas duas funções, agradou ao treinador e à torcida.

Para o duelo com o CSA, neste domingo (25), às 19h, no Rei Pelé, fica a expectativa em saber qual função ele desempenhará em campo.

“Ainda não fizemos treinos táticos nesta semana. Fizemos apenas testes de força. É cedo pra falar onde vou jogar. E isso se eu for jogar”, declarou Dodô, antes da atividade desta quinta-feira (22), na Toca II.

De qualquer forma, o próprio lateral concorda que fez uma boa exibição no último domingo e se coloca à disposição caso seja acionado, independentemente qual seja a posição.

“Acho que fiz jogos melhores (que o do Santos), mas por conta do resultado, parece que (essa atuação) pesa mais. Estamos felizes com a intensidade que estamos tendo. E vamos melhorar ainda mais”, disse.

Pelo Cruzeiro, Dodô fez 18 partidas e marcou um gol.