A vitória nesta 32ª rodada foi sobre a Ponte Preta, mas o clássico contra o Corinthians, que acontece no próximo domingo, no Independência, já começou. Jogadores e o técnico Levir Culpi foram bombardeados com perguntas sobre o tão aguardado duelo contra o Timão. Os paulistas venceram o Flamengo neste domingo (25) e seguem oito pontos na frente do Galo.

Apesar da euforia da Massa Alvinegra com relação ao confronto com o líder da competição, o treinador mantém os pés no chão. “Uma vitória em cima do Corinthians ainda nos deixa em uma situação muito complicada. Mas vencer o melhor time do campeonato é uma questão de honra. É um jogo daqueles que faz o torcedor ter orgulho de ser atleticano e vir ao estádio”, ponderou Levir. “Vai ser o jogo do ano, o jogo do campeonato”, completou o técnico do Galo, que recebe os jogadores na manhã desta segunda-feira na Cidade do Galo para a reapresentação.

Decisivo na vitória sobre a Ponte Preta, com uma defesa importante nos instantes finais que poderia ter sido o gol de empate da Macaca, o goleiro Victor, um dos mais experientes do grupo, deu o seu recado. “Você começa a vencer os jogos com uma boa preparação. Temos que ter uma semana tranquila para estarmos bem focados para este duelo. A gente queria ter chegado para este jogo com uma vitória maior mas não deu”, resumiu São Victor. “A gente está na briga, tudo pode acontecer. Vamos lutar até o final. O Atlético já mostrou ser um time de superação, quem sabe a gente não consegue fazer história mais uma vez”, completou o camisa 1 do Galo.

Um dos amuletos do Galo para este jogo é o meia Giovanni Augusto. Ele foi o autor de um gol que marcou a história do Corinthians. No dia a inauguração do Itaquerão, Giovanni fez o gol da vitória de 1 a 0 do Figueirense sobre os paulistas no dia 18 de maio do ano passado, quando ainda vestia a camisa da equipe Catarinense.