Após oficializada a saída de Lisca, o América afirmou, por meio do diretor Marcus Salum, que não tem pressa em buscar um novo treinador e que o time será comandado pelo auxiliar Cauan de Almeida na partida de quinta-feira (17), às 16h, contra o Cuiabá, no Independência, pela quarta rodada do Brasileirão.

Curiosamente, Lisca havia dito a Salum que Cauan poderia ser o novo comandante do Coelho. “Ele ou o Felipe (Conceição)”, ressaltou. O certo é que a cúpula alviverde vai avaliar a situação dessa lacuna a ser preenchida. 

“No futebol não podemos dizer que nada é possível e impossível. Tenho muita confiança na qualidade do Cauan. Está sendo preparado para ser o treinador do time profissional do América. Não sabemos se a hora é agora. Só vai ser decidido com o tempo”, declarou Salum.

“Ele (Cauan) vai dirigir o time nesta quinta-feira. Não faremos especulação de treinador até quinta, inclusive para dar tranquilidade ao profissional", afirmou o dirigente.

Reforços

Com relação a reforços, Salum voltou a dizer que o clube está na busca por mais dois ou três jogadores. Mas avisa: “o mercado está difícil, e não queremos trazer atletas para não ser titulares ou não possam contribuir. Não tem nada a ver com condição financeira. Temos vontade de trazer. Todo time que vem da Série B tem essa dificuldade".

América

Cauan de Almeida comanda o América na partida contra o Cuiabá nesta quinta-feira

Leia Mais:
'Estou mais atrapalhando do que ajudando', diz Lisca, em anúncio da saída do América
Após reunião com diretoria, Lisca deixa o América
América é dominado pelo Flamengo, perde no Maracanã e segue sem pontuar no Brasileirão