O primeiro tempo ruim foi um fator decisivo para a derrota do Atlético por 3 a 1 para o Santos, na noite desse domingo (9), na Vila Belmiro, pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Como era esperado, o Peixe iniciou o duelo em cima, pressionando o Galo já na saída de bola e impôs muitas dificuldades ao time comandado pelo técnico Rodrigo Santana.

O desempenho ruim do Alvinegro de Minas refletiu diretamente no placar dos primeiros 45 minutos do duelo: 2 a 0 para o Santos.

No segundo tempo, o Atlético melhorou, chegou a diminuir a desvantagem no placar, chegou perto do empate, mas tomou um balde de água fria com o terceiro gol santista, já no final do jogo.

Para Luan, se o time tivesse repetido a postura e o rendimento da segunda parte do jogo também no primeiro tempo, o Galo poderia ter deixado a Vila Belmiro com um resultado melhor.

“Se a gente mordesse (desde o início) igual fizemos no 2º tempo, poderíamos ter saído com um placar melhor. No 2º tempo jogamos melhor. Marcar pressão incomoda o Santos. Dois jogos difíceis, classificamos em um, perdemos outro. Agora é ganhar em casa e recuperar"’, completou o Menino Maluquinho.

Em busca da reabilitação no Campeonato Brasileiro, o Atlético volta a campo na próxima quinta-feira (13), às 20h, para enfrentar o São Paulo, no Independência, pela 9ª rodada da competição, a última antes da pausa para a disputa da Copa América.

Leia mais

Com primeiro tempo ruim, Atlético cai para o Santos e perde a vice-liderança do Brasileiro

Rodrigo Santana admite mudança no ataque, cita desgaste e mira duelo com o São Paulo