Conseguir atuar o máximo de jogos possíveis. Essa é a meta do meia-atacante Alisson no Cruzeiro. Prejudicado pelas constantes lesões, o jogador prevê  uma história diferente em 2016.

No ano passado, Alisson fez 29 partidas pelo Cruzeiro. Esse foi o maior número de jogos disputados pela revelação da Raposa desde 2012, quando passou a integrar a equipe profissional. Foram cinco gols marcados, além de cinco assistências.

“Acho que tenho muito que melhorar, mas só de ter começado o ano bem, sem sofrer nenhuma lesão e marcado dois gols em três jogos, já está ótimo. Quero até agradecer ao pessoal da coletiva (imprensa), que, na minha última entrevista, nem sequer tocou no assunto de lesões comigo. É algo ruim, pelo qual não quero passar tão cedo na minha carreira”, afirmou o jogador.

“Está todo mundo focado e ciente de que o ano de 2016 será importante. Todos que chegaram se adaptaram. O grupo recebeu bem os jogadores novos, e todos vão se conhecendo. Espero que tenhamos uma sequência de vitórias para sonharmos com os títulos”, completou.

Autor de dois gols na temporada, Alisson vem exercendo uma função diferente sob o comando do técnico Deivid. Conhecido por jogar pelo lado esquerdo, ele vem atuando na direita, posição à qual ainda está se adaptando.

“Gosto de jogar mais pelo lado esquerdo, mas também me sinto bem na direita. Estou preparado para cumprir o que o treinador determinar. Vou tentar fazer do jetio que o Deivid me pedir”, disse o jogador, que sonha em disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em agosto.

“Nunca escondi esse desejo de representar a Seleção Brasileira na Olimpíada. É o sonho que eu tenho. Vou fazer o máximo para mostrar meu trabalho no Cruzeiro e deixar as coisas bem feitas para que eu possa ser lembrado nas convocações”, finalizou.