O irreverente Dennis Rodman, ex-astro da NBA, acompanhou uma partida de basquete ao lado do ditador norte-coreano Kim Jong-Un nesta quinta-feira. As fotos do encontro, liberadas pela agência de notícias oficial do país um dia depois, mostram a dupla conversando descontraidamente.

Rodman, 51 anos e cinco títulos da NBA no currículo, chegou à capital norte-coreana na última terça-feira com uma delegação de treinadores e jogadores do tradicional Harlem Globetrotters. A excursão dos norte-americanos, chamada de "diplomacia do basquete", acontece em um momento tenso da relação do país asiático com os Estados Unidos.

Há cerca de duas semanas, a Coreia do Norte realizou testes nucleares severamente criticados pelos norte-americanos e pela Organização das Nações Unidas (ONU). Alheio à questão, Rodman se divertiu ao lado de Kim Jong-Un ao ver um jogo com integrantes do Harlem Globetrotters misturados a jogadores locais.

"Você tem um amigo para a vida toda", afirmou Rodman ao ditador durante discurso diante de uma multidão de sul-coreanos.

De acordo com a “Agência Xinhua”, o ex-jogador do Chicago Bulls classificou como "lamentável" a situação entre Estados Unidos e Coreia do Norte, que não mantêm relações diplomáticas.

O Departamento de Estado norte-americano evitou comentar a visita amistosa do ex-jogador de basquete ao país asiático. "Não temos detalhes sobre essa viagem. Não estamos em contato com ele e não é algo sobre o que possamos opinar", disse o porta-voz Patrick Ventrell.