O Sada Cruzeiro é campeão da Copa Brasil masculina de vôlei 2020. Diante de um público de cerca de nove mil pessoas, o time dirigido pelo técnico Marcelo Mendez conquistou o quinto título da competição e está classificado para a Supercopa na próxima temporada. Nesse sábado (25), na Arena Jaraguá lotada, a equipe mineira venceu o Sesi-SP por 3 sets a 0 (25/23, 25/22 e 25/12) em grande atuação em Jaraguá do Sul (SC).

Para chegar a decisão, o Sada Cruzeiro eliminou o Vôlei UM Itapetininga (SP) na fase de classificação e o Sesc-RJ na semifinal. Já o Sesi-SP passou pelo Fiat/Minas (MG) nas quartas e pelo EMS-Taubaté-Funvic (SP) nas semis.

Maior pontuador da partida, com 18 acertos, o oposto Alan, do Sesi-SP, foi um dos destaques. Pelo time campeão, dois jogadores dividiram o posto de maior pontuador: o central Isac e o oposto Luan, com 13 pontos cada.

“A nossa equipe está de parabéns pelo que fez hoje. Sabíamos das dificuldades que enfrentaríamos, eles têm um time forte e também estão de parabéns. Mas nós trabalhamos para isso, para nos superar nos momentos decisivos. E é assim, com um passo de cada vez, que se consegue construir uma equipe vencedora. Estamos preparados para o que ainda virá nesta temporada e vamos comemorar muito a conquista de hoje”, disse Luan.

Após o jogo, o técnico Marcelo Mendez comemorou a vitória e mais um título conquistado pelo Sada Cruzeiro. “Trabalhamos para jogar cada dia melhor e trabalhamos para sermos campeões também. Nem sempre é possível, mas este é sempre o nosso objetivo. Fico feliz pelo jogo que fizemos na semifinal e por tudo que mostramos hoje nesta decisão”, disse Mendez.

O treinador argentino ainda analisou a partida. “Nos dois primeiros sets conseguimos fechar e atuar melhor nas bolas decisivas, acho que foram duas ações de bloqueio importantes. Já no terceiro set fizemos muita diferença no ataque e no saque também. Mostramos um bom voleibol e temos que seguir trabalhando assim na Superliga”, analisou Marcelo Mendez.

O levantador Fernando Cachopa fez questão de destacar a qualidade do trabalho feito diariamente nos treinamentos do Sada Cruzeiro.

“Damos muito duro todos os dias para viver momentos como esse. A Copa Brasil coroa um trabalho que estamos fazendo muito bem feito a cada treinamento. Juntamos a equipe toda em outubro e desde então temos crescido muito individual e coletivamente e acho que estamos no caminho certo”, disse Fernando.

A Copa Brasil voltou a ser disputada em 2014, e esta será a sétima edição seguida. Na última edição, os campeões foram Itambé/Minas (MG) no feminino, e Sada Cruzeiro (MG) no masculino. Em 2020, a Copa Brasil feminina terá a fase classificatória realizada no dia 21 e a fase final nos dias 31 de janeiro e 1º de fevereiro, também em Jaraguá do Sul

Equipes

Sada Cruzeiro – Fernando Cachopa, Luan, Isac, Otávio, Perrin e Facundo. Líbero: Lukinha

Entraram: Filipe, Rodriguinho, Evandro

Técnico: Marcelo Mendez

Sesi-SP – William, Alan, Barreto, Éder, Lucas Lóh e Fábio. Líbero: Murilo

Entraram: Douglas Pureza, Daniel, Matheus, Victor

Técnico: Rubinho

Leia Mais:
Lama em campo: América, Atlético e Cruzeiro usam redes sociais em nome da solidariedade
Suspenso por dois jogos, Dylan só poderá estrear no Atlético na quarta rodada do Mineiro
Técnico Felipe Conceição aceita proposta do Red Bull Bragantino e deixa o América