caio rosa, manoel, cruzeiro

O técnico Enderson Moreira ganha mais duas opções para escalar o Cruzeiro na sequência da temporada 2020. O zagueiro Manoel e o atacante Caio Rosa foram reintegrados ao elenco e passam a treinar na Toca II com os demais jogadores do time principal celeste.

Segundo apurou o Hoje em Dia a reintegração da dupla aconteceu nesta segunda-feira. No caso do zagueiro a permanência no grupo dependerá da chegada de novas propostas, que poderão ser estudadas pelo clube e staff do próprio Manoel, que tinha um acordo para abrir mão de aproximadamente R$ 1,3 milhão, que o Cruzeiro lhe deve, se os turcos tivessem exercido o direito de compra pelo jogador. Fato que não aconteceu. O defensor tem contrato com a agremiação estrelada até junho de 2021.

Caio Rosa se tornou um xodó da torcida cruzeirense por ser atleta da base e uma das gratas revelações das "canteras" da Raposa. Já Manoel voltou de empréstimo do Trabzonspor, da Turquia, e como ainda tem contrato com o clube até o fim do ano ficará como opção até que novos interessados apareçam.

Caio Rosa, que havia sido promovido ao time principal no começo do ano pelo técnico Adilson Batista, por causa da falta de jogadores - tendo em vista a debandada de atletas no começo da temporada - foi despromovido com a troca do antigo treinador por Enderson Moreira. 

Rosa atuou por 58 minutos no Campeonato Mineiro e jogou cinco partidas pelo Cruzeiro na Copa São Paulo de Futebol Júnior. O contrato dele com o clube tem validade até o fim de 2023.

Já Manoel esteve emprestado ao Corinthians no ano passado e ao Trabszonspor no começo desta temporada. O jogador, antes de vestir o uniforme do clube turco, havia concordado com a redução salarial para permanecer no Cruzeiro, ainda na política adotada pelo Conselho Gestor, que assumiu a Raposa após renúncia de Wagner Pires de Sá, em 2019.