A busca pela tão sonhada vaga no G-4 já seria suficiente para motivar os jogadores do Cruzeiro contra o Palmeiras, no próximo sábado, às 19h30, no Allianz Parque, em São Paulo. Mas não é a única motivação.

Embalado pela sequência de 11 jogos sem perder no Brasileirão, a equipe do técnico Mano Menezes pode igualar, frente ao time paulista, o próprio recorde de invencibilidade na era dos pontos corridos.

Desde 2003, quando o Brasileirão passou a ser disputado no atual sistema, o Cruzeiro emplacou 12 partidas consecutivas sem perder em duas oportunidades. Ambas na campanha do bicampeonato, em 2013 e 2014, com o então técnico Marcelo Oliveira, justamente o próximo adversário da Raposa.

Agora, sob o comando de Mano Menezes, o Cruzeiro já alcançou uma sequência de seis vitórias e cinco empates na competição, um aproveitamento de 63,8%, superior, no geral, ao do vice-líder Atlético.

A série sem derrotas permitiu ao time estrelado, que antes brigava contra o rebaixamento, sonhar, agora, com uma vaga no G-4.

“Estamos jogando por nós. Para fazermos um campeonato melhor. E eu sinto isso no vestiário. Terminar o ano para termos um ano que vem melhor. O Cruzeiro faz uma série de 11 jogos de invencibilidade não é à toa”, destaca Mano Menezes, principal responsável pelo crescimento da equipe.

Um dos símbolos da reação do time celeste nesta reta final de competição, o atacante Willian concorda com a opinião do treinador. Para ele, a chave do sucesso é pensar jogo a jogo.

 

Marca de 2013 e 2014 está perto de ser alcançada pelo Cruzeiro

“Sábado tem confronto direto com o Palmeiras, que está voltado para a Copa do Brasil. Quem sabe a gente não pode surpreender lá?”, indagou o Bigode.