Desde que foi incorporado ao elenco principal do Cruzeiro no início de 2020, o jovem Marco Antônio tem o nome requisitado frequentemente pelos torcedores celestes. O destaque dele nas categorias de base criou a expectativa de que o jogador pudesse dar o retorno técnico esperado ao setor, que sofreu com a falta de criatividade nos últimos anos. 

Entretanto, Marco vinha tendo pouco espaço com os treinadores da Raposa. A situação só começou a mudar com a chegada de Vanderlei Luxemburgo no mês passado.

Nos últimos quatro jogos do time na Série B, o atleta foi acionado em três, sempre saindo do banco de reservas, e recebeu elogios do experiente comandante.

“Fico muito feliz com as chances, me preparei muito para isso. As conversas com o professor têm sido muito boas. Ele tem me ajudado a adaptar a essa nova função que acredita que eu possa desempenhar meu melhor futebol. E estou gostando, tendo as oportunidades de fazer o que eu sei. É melhorar tudo aquilo que ele tem me passado. Acredito que vai ser um processo de evolução constante”, disse o meio-campo, em entrevista coletiva na Toca da Raposa II, nesta segunda-feira (13).

Nova função 

Essa nova função a qual Marco Antônio se refere foi idealizada pelo próprio Luxemburgo, que vem escalando o jogador mais recuado em campo, como uma espécie de segundo volante, diferentemente do que fazia na base, quando era um armador clássico, mais adiantado.

Diante dessa nova posição em campo, Marco Antônio revelou que vem batendo um papo com uma dupla experiente, de sucesso no Cruzeiro em temporadas passadas. 

“Desde que eu subi, procurei 'colar' nos mais experientes. Até mesmo o Ariel (Cabral) e o Henrique, que estão machucados, têm conversado comigo, porque são daquela posição. Com a  chegada do professor (Luxemburgo), estou evoluindo”, disse. 

Por fim, o jogador de 21 anos comentou sobre o resultado do trabalho especial de fortalecimento muscular, que realizou entre o fim da temporada passada e os primeiros meses da atual. 

“Foi nítida minha mudança física, tanto visualmente quanto em desempenho dentro de campo, de estar mais forte, com arrancada. Isso me ajudou demais a evoluir, assim como essa nova função. Preciso estar com o físico em dia. E é evoluir a cada jogo e a cada treinamento. Estando ali dentro de campo, pode me colocar em qualquer lugar, vou sempre evoluir para ajudar o Cruzeiro”, comentou. 

Provavelmente com Marco Antônio entre os relacionados, a equipe estrelada se prepara para enfrentar o Operário-PR, nesta quinta-feira (16), às 19h, na Arena do Jacaré, pela 24ª rodada da Série B. 

Leia mais
Com promoções, Cruzeiro anuncia venda de ingressos para duelo contra Operário, nesta quinta-feira
Invicto e com 66,67% de aproveitamento na Série B, Luxa confia no acesso: ‘vamos devagarinho’
Cáceres disputa seu primeiro duelo com a presença da torcida do Cruzeiro: ‘jogou com a gente’