Mesmo tendo disputado apenas metade das partidas do Atlético na temporada, Marcos Rocha é o vice-líder de assistências e bolas recuperadas do time alvinegro em 2016. Com números que reforçam sua importância para o Galo, o experiente lateral tem motivos para sonhar com o retorno à equipe titular nas finais da Copa do Brasil, contra o Grêmio, nos próximos dias 23 e 30.

Para isso, o camisa 2 corre contra o tempo na tentativa de retomar a forma física e a condição técnica depois da terceira lesão no ano. A primeira oportunidade de entrar em campo após a recuperação deve surgir neste domingo (20), às 19h30, contra o Santa Cruz, no Arruda, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Se o duelo com o Palmeiras serviu de “ensaio” para a decisão do mata-mata, o jogo no Recife deverá ser de grande valia para o técnico Marcelo Oliveira dar ritmo a outras peças importantes pensando na final contra os gaúchos. Entre eles o antigo dono da ala direita, ausente na lista de relacionados para a partida da 35ª rodada.

Nas redes sociais, Rocha não esconde a motivação desde a última segunda-feira (14), quando voltou a treinar com bola na Cidade do Galo. “Tempo fechado? Para mim, não! Foco, força e fé. Está quase”, publicou o jogador no Instagram.

“Lesão cicatrizada, segundo exame feito hoje! Já treinando com a equipe. Expectativa para as finais”, acrescentou. “Que feriado que nada! Meu negócio é voltar para a equipe principal”, concluiu, no dia da Proclamação da República.

Números

A contusão mais recente foi na coxa direita, em 15 de setembro, na vitória por 1 a 0 sobre o Sport. A frequente presença no departamento médico deixou o jogador afastado em 36 das 71 partidas realizadas pelo clube nesta temporada.

Ainda assim, Rocha acumula oito assistências em 2016 e só foi ultrapassado nesse quesito, por Robinho, no duelo contra o Flamengo pela 33ª rodada da Série A. Quando o assunto é a recuperação de bolas, o lateral também ainda aparece no alto do ranking, com 84 bolas roubadas, só atrás de Júnior Urso.

Mesmo que Rocha não recupere o posto perdido para Carlos César, o retorno viria bem a calhar para Marcelo Oliveira nas finais da Copa do Brasil. Isso porque o outro suplente imediato do setor, Patric, está vetado com um edema na coxa direita.

Contra o Palmeiras, Marcelo Oliveira acionou Alex Silva para o banco. Revelado no clube, o lateral de 22 anos voltou para a Cidade do Galo em maio deste ano, após empréstimos para Sport e Ferroviária, e não disputa uma partida com a camisa alvinegra desde dezembro de 2014.

Leia mais:
Sem Brasileiro, Marcelo pede foco total na Copa do Brasil: 'Temos que respirar só Grêmio'
Gabriel Jesus chama Donizete de 'maldoso', e volante rebate: 'Quero ver reclamar na Inglaterra'
Atlético transfere final da Copa do Brasil para o Mineirão