O lutador mineiro Matheus Nicolau é uma das principais revelações do MMA nacional nos últimos anos e neste domingo (24) ele terá mais uma pedreira em seu caminho. No Shooto Brasil 49, que será disputado no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro, Matheus  terá pela frente o paraense Naldo Guerra, pelos pesos moscas (até 56,7kg).

Com apenas 21 anos, Matheus já é dono de um cartel de nove vitórias, um empate e uma derrota. Já Naldo que tem 34 anos, possui um retrospecto de 19 lutas em sua carreira, sendo 17 vitórias e duas derrotas.

Apesar de ainda estar lutando nos eventos nacionais, Matheus não esconde que seu sonho é chegar ao UFC, mas para isso ele precisa continuar vencendo luta após luta, afinal o maior evento de MMA só contrata quem está vencendo, mas o lutador garante que está focado apenas no próximo combate.

“O Shooto do BOPE é mais um degrau da minha carreira. Meu foco está todo em cima do meu próximo adversário. Antes de pensar no que vem pela frente, eu tenho que ter o meu braço levantado domingo. Meu único objetivo é vencer o Derinaldo Guerra”, define Matheus.

Já treinando na consagrada Nova União, Matheus se preparou para essa luta sendo o principal sparring de Renan Barão, que no próximo sábado (30) luta pelo cinturão dos pesos galo (até 61kg) contra o americano TJ Dillashaw, e de Jussier Formiga que venceu no último fim de semana Zach Makovsky, em Bangor.

Clique aqui para ler a matéria de Matheus Nicolau como sparring de Renan Barão

Mineiramente o lutador deixa os elogios fora do cage. “Encaro os elogios com naturalidade. Sou mais um seguindo o caminho do guerreiro, em busca de evolução. Revelação é mais pra mídia e fãs falarem, estando lá dentro do octógono não tem muito disso. Estou focado em passar por cima dos obstáculos e vencer mais uma batalha”, argumenta.

Mas Matheuzinho garante que não tem problema ainda estar lutando no Brasil. “O fato de homenagear o dia do soldado faz com que seja uma honra ainda maior estar neste evento. Assim como nós lutadores, os soldados são muito guerreiros, abdicam de muita coisa para defender nosso país”, explica o lutador, lembrando que o evento é em homenagem ao Dia do Soldado que acontece no dia seguinte, segunda-feira (25).