A polivalência dos jogadores de meio de campo tem sido um grande trunfo do técnico Jorge Sampaoli desde que chegou ao Atlético em março. Além das funções rotineiras (desarme e criação de jogadas), volantes e meias também aparecem quando o quesito é gol marcado. Para se ter ideia, eles somam mais tentos que os atacantes do elenco.

Dos 26 gols marcados pelo Atlético sob o comando do argentino, 11 foram marcados por atletas da meiúca. Nathan, que se recupera de lesão muscular, é o artilheiro geral da equipe com quatro; atrás dele, aparecem Jair, com três, Hyoran, com dois, e Alan Franco, com outros dois.

Já o ataque correu para o abraço nove vezes. Franco Di Santo, que ficou fora dos planos no clube e que acabou se transferindo para o San Lorenzo, da Argentina, fez um na estreia de Sampaoli em Nova Lima; o venezuelano Savarino marcou três, assim como o jovem Marrony; Keno e Sasha fizeram um (cada).

Os zagueiros Réver e Igor Rabello, contribuem com um tento cada; o lateral-esquerdo Guillherme Arana, por sua vez, já marcou dois. Outros dois contras fecham a parcial.