Longe da badalação de equipes que contrataram grandes estrelas para o ataque, o Atlético surpreende e apresenta números expressivos no setor ofensivo.

Mesmo com contratações modestas para o setor, o Galo tem o segundo melhor ataque entre as equipes que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro.

Com 82 gols em 52 jogos, o Alvinegro está atrás apenas do Flamengo, que conta com jogadores do calibre de Gabigol, Arrascaeta, Bruno Henrique e Everton Ribeiro, e balançou as redes 87 vezes na temporada, até então.

O desempenho do Atlético chama atenção principalmente pelo fato de que a diretoria optou em concentrar os esforços para reforçar outros setores do time.  

Se para a zaga chegaram peças com o status de titulares absolutos como Réver e Igor Rabello, além de uma promessa disputada por várias equipes do país, caso do lateral-direito Guga, do meio para a frente a estratégia foi diferente.

Para reforçar o setor ofensivo da equipe, chegaram, nos três primeiros meses de 2019, os atacantes Maicon Bolt e Papagaio, e os meias Vinícius e Geuvânio.

Com a exceção de Vina, que ganhou a posição de titular nos últimos jogos, nenhuma das contratações para o ataque conseguiu se firmar no time titular, até o momento.

O venezuelano Otero e o argentino Franco Di Santo, que se juntaram a equipe no segundo semestre, tentam ganhar espaço no time comandado pelo técnico Rodrigo Santana.

Trio de ferro

Sem o retorno técnico esperado com os reforços, coube a um trio, fundamental na classificação do Atlético para a Libertadores do ano passado, assumir novamente o protagonismo no comando de ataque.

Juntos, Ricardo Oliveira, Chará e Cazares são responsáveis por 30 gols e 15 assistência no ano.

As surpresas positivas ficam por conta do jovem Alerrandro, que recebeu muitas oportunidades no ano, e correspondeu marcando 13 gols, o que o torna vice artilheiro do time na temporada, com um tento a menos que Oliveira.

Já Vinícius, contratado no início da temporada sem gerar grande expectativa no torcedor, cresceu de rendimento após a pausa para a disputa da Copa América, ganhou a condição de titular e virou peça importante no esquema de Santana. Nesta temporada, o meia disputou 26 jogos e marcou sete gols.

Confira o desempenho ofensivo dos times que disputam a Série A, até o dia 28/08: 

Time Gols
Athletico-PR 72
Atlético 82
Avaí 52
Bahia 72
Botafogo 45
Ceará 59
Chapecoense 52
Corinthians 55
Cruzeiro 64
CSA 34
Flamengo 87
Fluminense 71
Fortaleza 50
Goiás 54
Grêmio 80
Internacional 59
Palmeiras 68
Santos 70
São Paulo 37
Vasco 50

* Não computado o duelo entre Flamengo e Internacional, pela Copa Libertadores, que vai ser realizado no dia 28/08, às 21h30

* Colaborou Hugo Lobão