O argentino Lionel Messi, o português Cristiano Ronaldo e o francês Franck Ribéry foram anunciados nesta terça-feira como os três finalistas do prêmio de melhor jogador do futebol europeu na última temporada. O vencedor da eleição organizada pela Uefa será definido no dia 29 de agosto, durante a cerimônia de sorteio dos grupos da próxima Liga dos Campeões da Europa, que acontecerá em Mônaco.

Essa é a terceira edição do prêmio criado pela Uefa para apontar o melhor jogador do futebol europeu. Até agora, os dois vencedores vieram do Barcelona: Messi ganhou em 2011 e o espanhol Andres Iniesta foi eleito no ano passado. A escolha dos três finalistas é feita por um grupo de jornalistas que representam todos os países associados da entidade - e serão os mesmos que farão a votação ao vivo, durante a cerimônia do dia 29 de agosto, para apontar o campeão da disputa.

Os três finalistas foram escolhidos numa lista prévia de 10 candidatos apontados pela Uefa. Messi, Cristiano Ronaldo e Ribéry foram os mais votados, mas não tiveram os resultados divulgados para não influenciar a eleição final. Entre os outros sete concorrentes, o polonês Robert Lewandowski (Borussia Dortmund), o holandês Arjen Robben (Bayern de Munique), o alemão Thomas Müller (Bayern de Munique), o galês Gareth Bale (Tottenham), o alemão Bastian Schweinsteiger (Bayern de Munique), o sueco Zlatan Ibrahimovic (Paris Saint-Germain) e o holandês Robin van Persie (Manchester United) foram, pela ordem de pontuação, os mais citados.

Messi foi eleito pela Fifa como o melhor jogador do mundo nos últimos quatro anos e acaba de fazer outra temporada incrível pelo Barcelona, comandando a conquista do título do Campeonato Espanhol com 46 gols marcados. Cristiano Ronaldo, por sua vez, tem rivalizado com o argentino do Barça pelos prêmios individuais nos últimos anos, tendo sido novamente decisivo para o Real Madrid - tanto que terminou como artilheiro da última edição da Liga dos Campeões, com 12 gols.

Enquanto isso, Ribéry surge como novidade numa disputa por prêmios individuais de melhor jogador da temporada. Mas sua presença entre os finalistas é justificada por grandes motivos: o meia-atacante francês foi um dos destaques da campanha histórica do Bayern de Munique, que conquistou a tríplice coroa, com os títulos do Campeonato Alemão, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões, e também teve algumas atuações memoráveis.