O fim da disputa por pênaltis, nessa quarta-feira (18), no Independência, deveria ser o início de uma celebração dos americanos, que superaram o Internacional por 6 a 5, após derrota no tempo normal por 1 a 0. No entanto, os jogadores gaúchos se mostraram maus perdedores, partindo para cima dos alviverdes, que revidaram. Instaurou-se então a confusão.

Membros das duas equipes tentaram apartar os brigões. O zagueiro Messias lamentou esse episódio. “Ridículo, isso é muito feio para a equipe deles e para a nossa. Futebol é arte. Ganhamos, e eles (Inter) têm que entender isso”, ressaltou.

Apesar do episódio lamentável, a noite era de comemoração, e o zagueiro enfatizou o feito histórico do Coelho, que, pela primeira vez, vai disputar uma semifinal de Copa do Brasil. No caminho do América, o Palmeiras, vencedor do confronto com o Ceará.

“Não tenho nem palavras para descrever este momento. Estou no América desde 2013, isso aqui é minha família e se tornou minha vida. É inédito para o clube e para mim. Agradeço a Deus por poder honrar essa instituição maravilhosa e seus torcedores. Parabenizo a todos pela entrega. Foi sofrido, mas hoje somos um dos quatro melhores da Copa do Brasil”, disse.