Não é raro encontrar torcedores e dirigentes que desdenham do Campeonato Mineiro, chamando-o, inclusive, de “rural”, muito pela qualidade técnica, que é sempre colocada em xeque. Mas parece que aos poucos o Estadual vem mudando esse panorama. Prova disso é o recente estudo da Pluri Consultoria, que constatou que o torneio em Minas é o que teve a maior valorização mercadológica no país. Segundo os dados, o Mineiro teve aumento de 18,7% na avaliação em relação ao ano passado. O crescimento pode ser explicado pelos últimos investimentos de Cruzeiro e Atlético e, principalmente, da campanha de destaque do Galo em 2012.

Conforme os dados, o time alvinegro foi quem mais puxou a valorização no Estado. A Pluri aponta que o Galo concentra 41%, ou 69,1 milhões de euros, do valor total da competição (avaliada em 168,5 milhões de euros). Logo atrás aparece o Cruzeiro, que tem elenco estimado em calculado em 57,7 milhões de euros, ou 34% do total. Dez outros clubes do Módulo I dividem o bolo restante.

Ainda conforme o estudo, São Paulo tem o campeonato mais valioso do país. As 20 equipes do Paulistão, quando somadas, têm valor de mercado de 470,9 milhões de euros. A seguir aparece o Carioca (289 milhões de euros), Rio Grande do Sul (195 milhões de euros), Minas Gerais (168,5 milhões de euros) e Paraná (94 milhões de euros). Esses cinco estados correspondem a 74% do valor total dos campeonatos analisados.

Confira o valor de mercado dos estaduais

Estaduais