O reencontro do Atlético com o atacante Diego Tardelli é a maior atração da partida que o time disputa com o Grêmio neste sábado, às 19h, na Arena do Grêmio, em Porto Alegre, pela sexta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro.

Mas há ainda outros ingredientes no confronto. Em posições opostas na classificação, os dois clubes fazem campanhas que desafiam as previsões de antes de a bola rolar.

Vice-líder, o Galo, que não integrava nenhuma lista de favoritos às primeiras posições do Brasileirão, pode entrar em campo com a chance de reassumir a primeira colocação.

Isso porque o Palmeiras, que ocupa o primeiro lugar da Série A, joga às 16h deste sábado contra o Botafogo, no Engenhão, no Rio de Janeiro. Se não vencer, dará ao time de Rodrigo Santana a chance de voltar a ser líder com uma vitória sobre o tricolor gaúcho.

O Grêmio integrava qualquer lista de favoritos ao título do Campeonato Brasileiro, mas entra em campo neste sábado em crise, pois ocupa a vice-lanterna da competição.
Em cinco jogos apenas dois pontos foram conquistados e a equipe do técnico Renato Gaúcho busca ainda sua primeira vitória no torneio.

RETROSPECTO

Na partida deste sábado, o Atlético irá brigar ainda com um retrospecto recente muito ruim diante do Grêmio.

Nas últimas dez partidas entre os dois clubes foram sete vitórias do tricolor gaúcho, dois empates e apenas uma vitória atleticana, na última rodada do Brasileirão de 2017, contra o terceiro time gremista, pois titulares e reservas estavam participando da preparação para a disputa do Mundial de Clubes da Fifa.

Além disso, um dos dois empates, por 1 a 1, em 7 de dezembro de 2016, teve sabor de vitória para o Grêmio, pois garantiu o título da Copa do Brasil daquele ano, que foi decidida entre os dois clubes e na partida de ida, no Mineirão, duas semanas antes, que terminou com o placar de 3 a 1 para o tricolor gaúcho.

Lei do ex

Neste retrospecto recente ruim, o Atlético já sofreu com a “Lei do ex” nos jogos contra o Grêmio. E coincidentemente com jogadores que já tinham marcado com a sua camisa no confronto.

Os personagens dessa história são os atacantes Fernandinho e André, que até hoje segue defendendo o clube gaúcho.

Na noite deste sábado, uma das tarefas do time de Rodrigo Santana é impedir que Diego Tardelli passe a integrar esse grupo.

Rodada

A sexta rodada, que tem apenas estes dois jogos neste sábado, terá mais seis partidas neste domingo: Santos x Internacional e Flamengo x Athletico-PR, às 16h; Cruzeiro x Chapecoense, Fortaleza x Vasco, Corinthians x São Paulo e Bahia x Fluminense, às 19h. Na segunda-feira, será fechada com duas partidas às 20h: Avaí x Ceará e CSA x Goiás.