O clima no Manchester United está cada vez mais tenso entre o técnico José Mourinho e o astro francês Paul Pogba. O fato ficou claro nesta sexta-feira (28), em entrevista coletiva na qual o treinador português mandou o seguinte recado para o meio-campista: "Nenhum jogador é maior que um clube".

O comandante retirou a braçadeira de capitão do jogador na partida de terça-feira (25) contra o Derby County, pela Copa da Liga Inglesa, quando a equipe foi eliminada nos pênaltis pela equipe que hoje figura na segunda divisão do país. Após empate por 2 a 2 no tempo normal, os visitantes triunfaram por 8 a 7 e eliminaram os favoritos no jogo de estreia do United, em pleno estádio Old Trafford.

Mourinho não admitiu ter problemas de relacionamento com o jogador e jogou a culpa na imprensa ao comentar as notícias veiculadas sobre o assunto pela mídia inglesa. "Vocês precisam inventar histórias. Por isso, fico feliz por só ter de abrir o treinos 15 minutos por mês", disse o técnico. "Paul (Pogba), assim como os demais jogadores, sabem os motivos pelos quais fazemos mudanças na equipe."

O treinador português afirmou que discussões com os jogadores durante os treinamentos são normais no dia a dia dos times. "Muitas críticas e instruções nos treinos são feitas em voz alta. Isso é comum. Acontece sempre." Um vídeo, divulgado pelo canal SKY Sport, mostrou uma conversa ríspida entre os dois antes de um treino.

O Manchester United joga pelo Campeonato Inglês neste sábado, diante do West Ham, às 8h30 (de Brasília), em Londres. O time de Mourinho é o sétimo colocado, com dez pontos ganhos, oito atrás do líder Liverpool. O seu adversário londrino tem apenas quatro pontos, em 17º lugar, logo acima da zona de rebaixamento.