Em menos de um mês, a temporada 2020, que invadiu 2021, se encerrará para o Cruzeiro. Independentemente do destino do time ao fim da atual Série B do Campeonato Brasileiro, o atacante Rafael Sóbis esbanja felicidade no ano do Centenário do clube e se diz empenhado para os futuros desafios. 

"A história (do Cruzeiro) por si só é muito grande, e vestir essa camisa num ano tão importante é demais, uma honra. Sinceramente, acho espetacular, uma coisa que não tem tamanho. Agradeço por essa oportunidade. Muitos jogadores poderiam estar aqui, e eu estou, feliz e querendo fazer história", disse.

Artilheiro da Raposa na Segundona, com cinco gols, ao lado do zagueiro Manoel, o avante é também um dos líderes da equipe, missão que naturalmente caiu no colo dele.

"É necessário (ser um líder), pelo momento, pela pressão, pela dificuldade do clube e pelo peso desta camisa, que é muito grande. Até para os meninos ficarem mais tranquilos. Os mais velhos dão a eles uma diretriz a fim de renderem o máximo possível", afirmou.

E quanto à expectativa para 2021: "A melhor possível. Se superar não só dentro de campo, como também na vida pessoal, até pelo momento difícil que o mundo vive. Tentar ser uma pessoa melhor sempre, tentar cumprir os objetivos profissionais e pessoais. Esse é o Rafael que eu espero para este ano".

O próximo desafio de Sóbis e cia será contra o Sampaio Corrêa, nesta sexta-feira (8), às 21h30, no Castelão (MA), pela 33ª rodada da Série B.

Cruzeiro