Com a melhor campanha dos clubes nordestinos na Série A e a inédita vaga conquistada para a disputa da Copa Sul-americana em 2013, o Náutico segue em uma fase de mudanças. A equipe passará a mandar jogos na Arena Pernambuco, que está sendo construída para a Copa das Confederações e para a Copa do Mundo, pelos próximos 30 anos. Junto com essa alteração, o departamento de marketing do clube deu um novo visual ao Timbu, mascote do clube, tornando-o mais moderno.

Para a modernização do mascote, foi feito um concurso para que fossem criados novos modelos à figura do personagem. Nesta quinta-feira , o novo Timbu foi apresentado, em entrevista coletiva concedida pelo vice-presidente de marketing do clube, Roberto Varela, junto com Ítalo Cavalcanti, criador do desenho que venceu o concurso.

"Resolvemos mudar porque algumas pessoas falavam que o anterior não parecia suficientemente com um Timbu, confundindo inclusive com outros animais. Então resolvemos criar este concurso para renovar o visual", declarou Varela, em uma tentativa de tornar o animal mais familiar, já que era comum que os próprios torcedores desconhecessem sua origem.

A figura do novo mascote acabou de ser divulgada e já existe a intenção de que a representação do animador da torcida também seja alterado. "Estamos agilizando para que o Timbu entre no Pernambucano de visual novo", afirmou o vice-presidente.

Ítalo Cavalcanti, desenvolvedor do novo desing explicou de onde tirou suas referências para a criação do novo mascote. ""O desenho foi inspirado nos mangás japoneses, mas busquei inspiração também nos personagens da Wall Disney. A intenção foi atrair o público jovem, principalmente as crianças".

"Quero que as pessoas identifiquem o Timbu e que conheçam suas principais características. Quando o mascote foi lançado na década de 40, era comum ver esse bicho nas cidades, mas com a crescimento urbano, estavam criando uma imagem diferente do animal a partir da aparência original", concluiu Ítalo, também em resposta aos muitos torcedores que não conhecem o animal.

O mascote foi criado em 1934, por acaso, em uma partida contra o América-PE. Na ocasião, as más condições do vestiário e chuva forte fizeram com que o treinador do Naútico conversasse com seus jogadores no gramado. Em uma tentativa de superar o frio intenso, um dirigente do clube levou uma garrafa de conhaque aos atletas e pediu para que eles tomassem um gole. Vendo a atitude, a torcida do América-PE gritava das arquibancadas: "Timbu! Timbu! Timbu!". Fazendo alusão ao animal, que gosta de bebida alcoólica. Com o Náutico saindo vitorioso por 3 a 1, o clube adotou o apelido desde então.