Uma das principais apostas da base do Palmeiras nos últimos anos, Gabriel Jesus começa 2016 de uma forma totalmente diferente de tudo que viveu na carreira. O menino, de apenas 18 anos, ouviu as primeiras críticas e vaias por suas atuações. Diante do River Plate-URU, ele iniciou a partida no banco de reservas.

Mostrando personalidade, o atacante pede para que evitem comparações com grandes nomes do futebol, como aconteceu assim que ele foi promovido ao time profissional. "Não dá para falar que eu sou o novo Neymar. Neymar é único, assim como Pelé e Messi. O Palmeiras voltou a revelar e subiram bastante gente. Eu tive destaque, mas não sou craque. Sou apenas um garoto buscando meu espaço. Vou estar determinado para conquistar muitas coisas na carreira", projetou o atacante.

O garoto garante estar tranquilo em relação às cobranças. "Em se tratando de Palmeiras, tem de estar sempre bem e todos nós que jogamos aqui sabemos o quanto é difícil. A gente tem que trabalhar forte e focado para sempre superar nossos limites. E vou trabalhar para buscar meu espaço de novo para ser titular", comentou o jogador, que pode continuar como opção para o clássico com o Santos, sábado, no Allianz Parque.

O elenco do Palmeiras treinou na tarde desta quinta-feira na Academia de Futebol. Por causa da forte chuva que caiu pouco antes do início da atividade, os titulares do jogo com o River Plate ficaram na academia fazendo trabalho especial e apenas os reservas foram para o campo e fizeram um trabalho tático, no qual o técnico Marcelo Oliveira não deu pistas do time para o clássico.

A última atividade antes do jogo acontece na sexta-feira (19) pela manhã, mas sem a presença da imprensa. Após a atividade, o técnico Marcelo Oliveira concederá entrevista coletiva. A expectativa é que ele repita a formação que empatou com o River Plate, na terça-feira (16).