Três partidas, dois empates, uma derrota e quatro gols sofridos. A última trinca de jogos fez o Atlético perder a liderança do Brasileiro, e Internacional e Flamengo abrirem três pontos de diferença. O que aumenta ainda mais a necessidade de um triunfo sobre o Palmeiras, na segunda-feira (2), às 17h, no Allianz Parque, na rodada de encerramento do primeiro turno.

Não se sabe se o Verdão vai iniciar o jogo apostando em um esquema mais ofensivo ou vai se fechar inicialmente e apostar em contra-ataques. Tanto que em sua entrevista coletiva, nessa sexta-feira (30), o volante Jair falou a respeito dessas duas situações que podem surgir no próximo desafio.

"A gente não está conseguindo fazer muitos gols contra times mais fechados. Mas acredito que o Palmeiras não virá fechado, até por jogar em casa e precisa também do resultado", disse ele.

Depois, indagado sobre o poder dos contra-ataques do Palmeiras, ressaltou que o técnico Sampaoli vem orientando seus comandados a se precaverem diante desse tipo de situação. "Ele sempre passa vídeos (dos adversários). (Os contra-ataques são) uma característica do Palmeiras. Tem jogadores que saem rápido. É fazer o que a gente vem fazendo e não deixar saírem para o contra-ataque, que é uma arma deles", comentou.

Independentemente do que o Palmeiras está preparando para este duelo, Jair diz que o Atlético terá o mesmo comportamento das últimas rodadas. "Não dá para mudar o conceito (de jogo) em uma semana. Não tem como. Nosso conceito é propor jogo e atacar o tempo todo", destacou.

O Atlético é o terceiro colocado, com 32 pontos, sete a mais que o Palmeiras, em sétimo lugar.

Atlético