Do outro lado do mundo, o meia-atacante Giorgian Arrascaeta acompanhou a vitória do Cruzeiro diante do Corinthians na última quarta-feira (10), enquanto se preparava para servir a Seleção Uruguaia em duas "datas-Fifa". Desfalque celeste, o camisa 10 é esperado para fazer a segunda final da Copa do Brasil.

Nesta sexta-feira (12), o armador não atuou pelo Uruguai contra a Coreia do Sul, em derrota dos também celestes para os asiáticos por 2 a 1 - o time coreano é comandado pelo ex-técnico cruzeirense Paulo Bento. A ausência do jogador na partida no Seoul World Cup Stadium pode significar a presença dele no segundo amistoso, contra o Japão, na terça-feira, justamente na véspera do confronto decisivo em São Paulo.

O jogo, no horário de Brasília, é às 7h35, e Arrascaeta é esperado às 16h em São Paulo no dia 16, tendo mais de 24 horas para se recuperar e estar em campo em Itaquera. Após o jogo contra o Corinthians, na ida, o técnico Mano Menezes chegou a brincar e pedir uma "ajuda" do companheiro de função, Óscar Tábarez, para que o camisa 10 cruzeirense tivesse condições físicas de atuar no jogo que pode dar o hexacampeonato ao clube mineiro.

"Dezesseis é o número cabalístico, é o horário (16h) que ele chega em São Paulo no dia do jogo. Vamos ver. Quem sabe o coração de mestre Tabárez não dê uma amolecida e ele pense um pouquinho na gente? Vamos esperar", declarou o comandante cruzeirense.