De volta ao estádio Arthur Ashe, Rafael Nadal oscilou na madrugada desta terça-feira, mas estreou com vitória no US Open. O espanhol, que ficou de fora do Grand Slam norte-americano em 2014, teve altos e baixos contra o jovem croata Borna Coric até fechar o jogo por 3 sets a 1, com parciais de 6/3, 6/2, 4/6 e 6/4.

Na segunda rodada, o dono de dois títulos em Nova York terá pela frente o argentino Diego Schwartzman, especialista em saibro. Para avançar, ele superou o sueco Elias Ymer nesta segunda, pelo placar de 6/3, 6/2 e 6/2. Se confirmar o favoritismo, o atual número 8 do mundo poderá cruzar com o italiano Fabio Fognini, que estreou vencendo o local Steve Johnson por 2/6, 6/3, 6/4 e 7/6 (7/2).

Em seu retorno à Nova York, após se sagrar campeão em 2013, Nadal foi alvo de muita expectativa por parte da torcida. Vindo de uma temporada das mais irregulares em sua carreira, o espanhol tinha pela frente uma das promessas do circuito. Aos 18 anos, Coric, atual 33º do ranking, já mostrou em torneios anteriores que não treme diante dos grandes favoritos.

Mas, diante do espanhol, o croata ofereceu pouca resistência no início da partida. Nadal aproveitou para ganhar ritmo e abriu vantagem com uma única quebra de saque no fim do set inicial. Embalado, o favorito cresceu no jogo e praticamente não deu chances ao croata na segunda parcial. Foram duas chances e duas quebras convertidas.

A essa altura, Nadal já se mostrava solto em quadra. Disparava bons golpes do fundo de quadra, que lhe renderam 40 bolas vencedoras em toda a partida, e arriscava mais, o que não vinha fazendo nas competições anteriores. Por essa razão, cometeu 31 erros não forçados, contra 28 do rival.

O espanhol parecia caminhar tranquilamente para a vitória até que passou a oscilar no terceiro set. O bom saque, que vinha dando resultado, foi irregular e lhe custou duas quebras de saque. Coric não deixou a chance escapar e levou o set, forçando a disputa de ao menos mais uma parcial. Desta vez, Nadal não hesitou. Voltou a sacar bem e converteu uma de duas chances de quebra para fechar o jogo em 2h47min.

Ainda pela rodada de segunda-feira, estrearam com vitória os espanhóis Feliciano López, Roberto Bautista Agut e Tommy Robredo, o italiano Andreas Seppi e o francês Jeremy Chardy, todos cabeças chave. Fora da lista de favoritos avançaram os espanhóis Marcel Granollers e Pablo Carreño Busta, o ucraniano Sergiy Stakhovsky e o uruguaio Pablo Cuevas.

ABANDONOS - O primeiro dia de disputas na chave principal do US Open foi marcado por set desistências, quatro delas no torneio masculino. A maior baixa foi a do francês Gael Monfils, que sofreu uma queda durante a partida contra o ucraniano Illya Marchenko. Por conta de dores nas costas, o 16º cabeça de chave desistiu quando perdia por 2/6, 6/4 e 5/0.

Também abandonaram o ucraniano Alexandr Dolgopolov, diante do australiano Samuel Groth, o espanhol Pablo Andújar, contra o russo Teymuraz Gabashvili, o alemão Florian Mayer, que beneficiou o eslovaco Martin Klizan, e o taiwanês Yen-hsun Lu, favorecendo o casaque Mikhail Kukushkin.