Pensar exclusivamente no Atlético. Esta será a rotina do Cruzeiro durante a semana. Após a suada vitória por 3 a 2 contra o Villa Nova, neste domingo (20), no Mineirão, a Raposa chegou aos 20 pontos e isolou-se na liderança do Campeonato Mineiro. No domingo (27), o time celeste encara o alvinegro, às 11h, no Independência.

Já o Leão do Bonfim, que estacionou nos 13, permanece no G-4 e segue na luta por uma vaga na próxima fase do Estadual. No sábado, o alvirrubro de Nova Lima encara o Tricordiano, fora de casa.

O jogo

Longe da emoção da inesquecível decisão do Mineiro de 1997, quando o Mineirão recebeu mais de 132 mil pessoas, o duelo teve pouco mais de 11 mil  torcedores nas arquibancadas.

Em campo, a experiência do recém-montado Villa Nova funcionou – até os 45 minutos do segundo tempo – e quase supreendeu os donos da casa.

Comandados pelo técnico Wilson Gottardo, o Leão fez um ótimo primeiro tempo e foi para o intervalo com o empate sem gols.

Na volta do intervalo, logo no primeiro minuto, veio a recompensa. De cabeça, como de praxe, o atacante Fábio Júnior abriu o placar na Pampulha.

Início da virada

O  Cruzeiro, que explorava a técnica dos meias Alisson e  Arrascaeta, só conseguiu chegar ao empate quando o uruguaio foi substituído por Pisano.

Ao lado de Élber, que substituiu Romero, o meia argentino deu velocidade ao time celeste e viu, aos 24 minutos, o zagueiro Manoel deixar tudo igual. E foi aí que o jogo ganhou em moção.

Num duelo bastane movimentado, a Raposa seria premiada já nos acréscimos. Após um forte chute de fora da área, o meia Mancini, aos 27, deixou o Villa novamente na frente do placar.


Porém, a alegria dos novalimenses durou pouco. Três minutos depois, de cabeça, o atacante Rafael Silva marcou para os donos da casa.

Aos 45, já no apagar das luzes, o zagueiro Bruno Rodrigo colocou o Cruzeiro na frente do placar e,  mais ainda, da tabela.

No domingo (27), o Cruzeiro encara o Atlético. A partida, no dia da Páscoa, será às 11h, no Independência, e terá mando do alvinegro.

Ficha Técnica:

Cruzeiro 3 x 2 Villa Nova

Cruzeiro: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero (Élber), Marciel , Henrique, Alisson e Arrascaeta (Pisano); Rafael Silva (Douglas Coutinho)
Técnico: Deivid

Villa Nova: Thiago Leal; Tiago Baiano (Antônio Carlos), Gabriel, Rafael Morisco e Marcelo Tchê; Luís Felipe e Marielson; Mancini e Thiago Silvy; Soares e Fabio Junior (Roger Guerreiro)
Técnico: Wilson Gottardo

Gols: Fábio júnior,  a um minuto do segundo tempo, e Mancini, aos 27, para o Villa Nova; Manoel, aos 24 minutos,   Rafael Silva, aos 30, e Bruno Rodrigo, aos 44, para o Cruzeiro

Cartões amarelos: Rafael Silva, Élber,  Arrascaeta e Marciel (Cruzeiro); Tiago Baiano, Thiago Silvy, Soares e Mancini  (Villa Nova)

Cartão vermelho: Mancini (Villa)

Arbitragem: Wanderson Alves de Souza, auxiliado por Marconi Vieira e Leandro Salvador da Silva

Público e renda: 11.477; R$ 304.594,00