No Brasil, Lewis Hamilton diz que questão racial pode explicar rejeição em seu país natal

Rodrigo Gini
13/11/2019 às 14:39.
Atualizado em 05/09/2021 às 22:40
 (Mercedes-AMG)

(Mercedes-AMG)

Em meio à discussão envolvendo o racismo e o esporte, um testemunho a respeito veio nesta quarta-feira de um dos mais bem sucedidos atletas do século. Em São Paulo para participar do GP Brasil de Fórmula 1 , domingo (17), em Interlagos, o hexacampeão mundial antecipado Lewis Hamilton admitiu que a questão racial pode explicar as críticas e a desconfiança com que é tratado por parte da população britânica. Um aspecto que envolve até mesmo de que o piloto ainda não foi agraciado com o título de Sir (cavaleiro do Império Britânico), algo que personalidades com menos feitos conseguiram.Mercedes-AMG / N/A

 "Eu não corro pelo reconhecimento, não é isso que me impulsiona, não procuro pensar nesse fato. Talvez as coisas fosse diferentes se eu fosse branco, mas no fim das contas prefiro me concentrar nas coisas positivas. No Brasil, depois do título de 2008 (superou Felipe Massa na pista paulista), só tenho recebido carinho, talvez seja a torcida que mais gosta de mim”, declarou, durante entrevista promovida por um dos patrocinadores da equipe Mercedes.

Leia os demais destaques da entrevista de Lewis Hamilton no site Racemotor, parceiro do Hoje em Dia (https://racemotor.com.br/2019/11/13/em-sao-paulo-hamilton-fala-de-racismo-gp-no-rio-e-novo-regulamento-da-f-1/)

Compartilhar
Ediminas S/A Jornal Hoje em Dia.© Copyright 2022Todos os direitos reservados.
Distribuído por
Publicado no
Desenvolvido por