O dia 2 de janeiro de 2021 marca o centenário do Cruzeiro. Entretanto, o presente do dia pode ser para o América, que está perto de alcançar o "número mágico" na Série B. Caso vença o Guarani, neste sábado (2), às 21h, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, o Coelho chegará aos 63 pontos e matematicamente se garante na Primeira Divisão.

A projeção é do site Probabilidades no Futebol, mantido pelo Departamento de Matemática da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Tal marca seria o desejo da Raposa, que, todavia, vive realidade oposta e vai comemorar o aniversário bem distante de conquistar o principal objetivo da temporada: voltar à elite do futebol brasileiro. Com 41 pontos, na 11ª colocação, o time celeste tem apenas 0,35% de chances de regressar à elite nacional em 2021.

Se vencer os seis jogos restantes na competição, a equipe estrelada chegaria aos 59 pontos, o que daria 65,4% de chances de acesso, também conforme o portal Probabilidades no Futebol.

Em campo, o confronto entre as equipes na temporada mostrou equilíbrio, com um empate na fase inicial do Campeonato Mineiro e uma vitória para cada no Brasileiro. 

Entretanto, a diferença de investimento entre as equipes demonstra a superioridade do planejamento e do trabalho desenvolvido pelo Coelho. Enquanto a Raposa tem a maior folha salarial da Série B, o Coelho não aparece nem entre os quatro times que mais gastam com honorários na competição. 

Projeções frustradas

Em junho, pouco mais de um mês após ser demitido do comando do Cruzeiro, o técnico Adilson Batista disse, em entrevista à ESPN Brasil, que a Raposa "subiria com os pés nas costas" para a Série A.

Batista afirmou isso mesmo após o clube estrelado ter sido punido com a perda de seis pontos na Série B, em razão de uma dívida com o Al Wahda, dos Emirados Árabes, relativa ao empréstimo do volante Denilson, em 2016.

Um mês depois, o então superintendente de relações internacionais da Raposa, Léo Portela, usou as redes sociais para também fazer uma projeção otimista para o desfecho do Cruzeiro no Brasileiro.

"Quando o Cruzeiro comemorar o Centenário, já estaremos garantidos na Série A. Favoritem", disse o deputado estadual, em uma publicação no twitter, no dia 9 de julho.

Porém, o cenário que se consolidou para o time celeste foi bem diferente, com a equipe não conseguindo se aproximar do G-4 em nenhum momento da disputa e chegando, inclusive, a ficar ameaçado pelo rebaixamento em determinado período da competição.

Acesso e título

Alheio ao momento delicado do rival, o América trabalha na reta final da Série B para conquistar dois objetivos.

O primeiro é o acesso, que está bem perto de ser confirmado. Paralelamente à disputa pela vaga na primeira divisão, o Coelho também busca o tricampeonato da Série B.

Com sete jogos pela frente na competição, o Alviverde, segundo colocado na tabela, vai lutar para descontar a diferença de dois pontos mantida pela líder Chapecoense, repetir o feito de 1997 e 2017 e terminar o campeonato no lugar mais alto do pódio.