No país onde o mundo se curvou ao seu talento com a camisa 10 da Argentina e onde festejou sua maior glória como jogador, Diego Armando Maradona pode conquistar neste domingo o primeiro título de sua irregular trajetória como treinador. O argentino de 58 anos disputa a partir das 22h (de Brasília) a final do segundo turno do Campeonato Mexicano da Segunda Divisão, com o sonho, bastante possível, de levar o Dorados de Sinaloa ao título da competição e à vaga na elite do país.

O craque da Argentina na conquista da Copa do Mundo de 1986, disputada no México, precisa da vitória sobre o Atlético San Luís, fora de casa, para ganhar o turno. O jogo de ida, na quinta, foi 1 a 1. No primeiro turno, os dois times também decidiram o caneco, mas Maradona perdeu para o adversário, que joga agora para conquistar o outro turno e ser campeão geral antecipadamente.

O Dorados precisa derrotar o San Luís para ganhar o segundo turno e obter o direito de enfrentar novamente o rival em mais duas partidas pelo título equivalente à Série B. Somente o campeão garante o acesso à elite mexicana. "O futebol é cheio de surpresas. Não perdemos há 14 jogos, nosso time tem uma boa base. Não ganhamos a primeira partida, mas estamos vivos", disse Maradona em entrevista na semana.

A segunda chance de ser campeão na carreira motiva Maradona. O argentino teve os primeiros trabalhos como técnico na década de 1990, em clubes argentinos, para depois assumir a seleção do seu país, em 2009. A eliminação nas quartas da Copa da África do Sul, em 2010, encerrou a passagem do ex-meia, que depois teve trabalhos nos Emirados Árabes Unidos sem resultados razoáveis.

Leia mais:
Pelé torce por recuperação de Maradona após cirurgia: 'Que se sinta melhor logo'
Maradona recebe alta em Buenos Aires após passar por cirurgia no estômago
Maradona renova contrato para seguir treinando time da 2ª divisão do México