Samba, suor e festa. Com uma atuação que teve a técnica como coadjuvante e a raça como protagonista, o Atlético viveu na noite deste sábado (18) mais um grande capítulo na sua história no novo Independência. Apesar de ser uma partida válida apenas pela quinta rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, os 2 a 1 sobre o Flamengo, que levam o time do técnico Rodrigo Santana à vice-liderança da competição, tiveram o enredo que mais encanta a gente atleticana, pois foram construídos com entrega em campo e o empurrão da torcida.

A técnica foi o ponto principal nos dois gols alvinegros. Verdadeiras obras de arte de Cazares e Chará. O Flamengo diminuiu com Bruno Henrique. Mas apesar do time de estrelas e de encarar o Atlético com um jogador a menos em todo o segundo tempo, que teve 50 minutos, pois o volante Elias foi expulso no último lance da etapa inicial, não conseguiu levar a melhor sobre o Galo.

O jogo foi tão especial, que até o seu final teve a emoção como marca, pois foi com a análise de um lance na área alvinegra pelo VAR, para se ver se aconteceu um pênalti. Quando o confuso árbitro paranaense Paulo Roberto Alves Júnior recebeu a comunicação de que nada de anormal aconteceu e levantou o braço encerrando o confronto, era o “terceiro gol alvinegro” que saia no Horto.

Um dia que começou com homenagem da torcida e do clube à sambista Beth Carvalho, que morreu no início do mês e é considerada uma espécie de “madrinha atleticana”, que teve um campo um Galo guerreiro como nos bons tempos, e terminou com a torcida revivendo os velhos tempos do Horto, teve sem dúvida a marca de samba, suor e festa.

Sul-Americana

O Atlético tem pouco tempo de descanso. Na próxima terça-feira (21) o time já entra em campo em La Calera, no Chile, para encarar o Unión La Calera no confronto de ida pela segunda fase da Copa Sul-Americana.

A FICHA DO JOGO

ATLÉTICO 2
Victor; Guga, Réver (Leonardo Silva), Igor Rabello e Patric; Zé Welison e Elias; Luan, Cazares (Vinícius) e Chará; Ricardo Oliveira (Adilson).
Técnico: Rodrigo Santana
FLAMENGO 1
Diego Alves; Pará, Léo Duarte (Vitinho), Rodrigo Caio e Renê; Cuellar e Willian Arão; Everton Ribeiro, Arrascaeta (Lincoln) e Bruno Henrique; Gabriel (Berrío).
DATA: 18 de maio de 2019
LOCAL: Independência
CIDADE: Belo Horizonte
MOTIVO: 5ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro
GOLS: Cazares, aos 27, e Bruno Henrique, aos 30 minutos do primeiro tempo; Chará, a 1 minuto do segundo tempo
ARBITRAGEM: Paulo Roberto Alves Júnior, auxiliado por Iavn Carlos Bohn e Victor Hugo Imazu dos Santos, todos do Paraná
CARTÃO VERMELHO: Elias (Atlético)
CARTÕES AMARELOS: Victor, Leonardo Silva e Luan (Atlético)